} Galeriacores Cartoon Notícias: O poder Russo

Home

 

Galeriacores Cartoon Notícias

Um blog de cartoons sobre as notícias da actualidade. Um sector informativo do Grupo Galeriacores.

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


O poder Russo

RUSSIAN POWER

Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.




Rússia exibe os músculos e não está disposta a contemporizar com a OTAN



O presidente russo Dmitri Medvedev promulgou a "Doutrina Militar" da Rússia, um documento que avalia as ameaças, visando a OTAN em particular, e especifica as situações em que Moscovo poderá recorrer à força, inclusivamente às armas nucleares.


No ponto dedicado aos "principais perigos militares externos", o documento aprovado por Medvedev cita, em primeiro lugar, a "tentativa de atribuir funções globais ao potencial militar da Organização do Tratado do Atântico Norte (OTAN), violando as normas internacionais, e a aproximação de infraestruturas militares dos países membros da OTAN para a vizinhança das fronteiras da Federação Russa, inclusive através do alargamento da Aliança", lê-se.


Perigo na vizinhança


A alusão às tentativas da Ucrânia e da Geórgia de aderirem à OTAN é evidente e tomada como uma ameaça à segurança. O texto cita entre os "perigos militares" ainda a "instalação de contingentes militares em países estrangeiros, confinantes com a Federação Russa ou com os seus aliados", e a "instalação de sistemas de defesa contra mísseis estratégicos, que abalam a estabilidade e desequilibram a proporção de forças no âmbito dos mísseis nucleares".


Segundo a nova "doutrina", as armas nucleares "serão um factor importante para impedir a eclosão de conflitos militares nucleares e de conflitos com recurso a armas convencionais". Neste sentido, pode-se entender que os estrategas do Kremlin vêm o arsenal militar como potencial de dissuasão.


No entanto, o novo documento explicita também as situações em que Moscovo reivindica o direito do recurso ao armamento nuclear. "A Federação da Rússia reserva-se o direito de utilizar armas nucleares em resposta a um ataque nuclear ou com outras armas de destruição em massa, levado a cabo contra ela (Rússia) ou contra os seus aliados, ou quando a sobrevivência do país possa estar em risco". A decisão do recurso ao arsenal militar cabe ao presidente.


Exibir os músculos


Anteriormente o vice-chefe do estado-maior, general Anatoli Nogovintsin, tinha afirmado que a nova doutrina militar seria composta por "uma parte aberta, que inclui os aspectos político-militares, e uma parte confidencial que define as questões de utilização do Exército e da Marinha, incluindo o recurso às forças nucleares".


A publicação do documento nesta altura pode também ser vista como uma "exibição de músculos", ligada às negociações em curso entre Moscovo e Washington, para o novo acordo sobre limitação de armamento nuclear, que deverá suceder ao tratado "START-1", que caducou em Dezembro passado.


Fonte: JN

Etiquetas: , , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial


Jorge Goncalves

web site hit counter

Add to Technorati Favorites
Estou no Blog.com.pt

Galeriacores / Home I ForumsIGrupo/Groups I Cartoons I Publicações I Culinária/Recipes

Altar virtual /Chapel I Notícias dos Açores I Notícias da Graciosa I Links I Fotos-Photos


Pesquisa personalizada

Outros blogs de interesse:

Notícias da Ilha Graciosa
Notícias dos Açores
Curiosidades
TV grátis via Satélite
Satellite free TV
Desgarradas pela Internet
O mundo da música grátis
Plantas Milagrosas
Saúde e dietas
Galeriacores cartoon humor


Photography Newsfeed:




Galeriacores © Some rights reserved

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Contacte o dono deste blog:

Galeriacores@gmail.com




Melhor visualização com a Internet Explorer / Best viewd with the Internet Explorer