} Galeriacores Cartoon Notícias: Papa apela a desarmamento global

Home

 

Galeriacores Cartoon Notícias

Um blog de cartoons sobre as notícias da actualidade. Um sector informativo do Grupo Galeriacores.

domingo, 13 de abril de 2008

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Papa apela a desarmamento global

Para ver a animação clique nesta imagem e aguarde uns segundos. To view the animation click on this image and wait a few seconds.


Bento XVI sugere canalização das despesas militares para fundo mundial destinado a projectos de desenvolvimento.
Bento XVI deixou este Sábado um forte apelo à comunidade internacional, para que empreenda o caminho do desarmamento global, construindo as bases de uma “paz duradoura”.

“Renovo o apelo para que os Estados reduzam as despesas militares para o armamento e tomem em séria consideração a ideia de criar um fundo mundial destinado a projectos de desenvolvimento pacífico dos povos”, apontou.

O Papa pronunciava-se numa mensagem dirigida ao Conselho Pontifício Justiça e Paz, reunido no Vaticano para debater o tema “Desarmamento, desenvolvimento e paz. Perspectivas para um desarmamento integral".

“A produção e o comercio de armas - salienta Bento XVI – estão em contínuo aumento e vão assumindo um papel decisivo na economia mundial. Há uma tendência para a sobreposição da economia civil à militar”.

Para o Papa, este risco é grave “nos sectores biológico, químico e nuclear, nos quais os programas civis não estão nunca seguros sem o abandono completo e geral dos programas militares e hostis”.

Admitindo que cada Estado tem direito à defesa, Bento XVI indicou que a mesma “deve ser proporcionada aos perigos que o Estado corre”.

“Até ao momento em que estiver presente o perigo de uma ofensa, o armamento dos Estados será necessário por razões de legítima defesa, que é um direito inalienável dos Estados, estando também ligado ao dever dos próprios Estados de defenderem a segurança e a paz dos povos.
Contudo não deve ser considerado igualmente lícito qualquer nível de armamento”, assinalou o Papa, defendendo o princípio de “suficiência”.

Bento XVI salienta também a existência de autênticas “guerras do bem-estar”, desencadeadas pelo egoísmo de quem quer manter o próprio nível de vida.

“Podem existir - observa o Papa – guerras desencadeadas por graves violações dos direitos humanos, pela injustiça e pela miséria, mas não se deve esquecer o risco de autênticas guerras do bem-estar, isto é, causadas pela vontade de expandir ou conservar o domínio económico em prejuízo dos outros”.

“O simples bem-estar material, sem um desenvolvimento moral e espiritual pode cegar o homem ao ponto de o levar a matar o próprio irmão”, alerta.

Bento XVI elenca, em seguida, alguns pontos necessários para tornar eficaz uma “opção decidida da comunidade internacional a favor da paz”.

“No plano económico é necessário empenhar-se para que a economia seja orientada para o serviço da pessoa humana, a solidariedade e não só para o lucro. No plano jurídico, os Estados são chamados a renovar o próprio empenho, em particular o respeito dos tratados internacionais já em vigor sobre o desarmamento e o controlo de todos os tipos de armas, bem como a ratificação e a consequente entrada em vigor dos instrumentos já adoptados”, adianta.

O Papa pede esforços contra a proliferação de armas ligeiras e de pequeno calibre, “que alimentam as guerras locais e a violência urbana, e matam demasiadas pessoas todos os dias no mundo inteiro”.

A mensagem salienta ainda que fenómenos como o terrorismo à escala mundial tornam ténue a fronteira entre a paz e a guerra, prejudicando seriamente a esperança no futuro da humanidade.
“No mundo – denuncia Bento XVI – continuam a existir áreas sem um nível adequado de desenvolvimento humano e material, não são poucos os povos e pessoas privados de direitos e liberdades elementares”.

Para o Papa, chegou a hora de mudar o curso da história, de recuperar a confiança, de cultivar o diálogo, de alimentar a solidariedade perseguindo o caminho de “um humanismo integral e solidário”.
Fonte da notícia: Agência Ecclesia


Nota Pessoal:
Tanto dinheiro que é gasto em armamento e em guerras enquanto milhões de pessoas morrem à fome por esse mundo fora. É triste e lamentável que tudo isso aconteça num mundo que se diz ser civilizado.

Etiquetas: , , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial


Jorge Goncalves

web site hit counter

Add to Technorati Favorites
Estou no Blog.com.pt

Galeriacores / Home I ForumsIGrupo/Groups I Cartoons I Publicações I Culinária/Recipes

Altar virtual /Chapel I Notícias dos Açores I Notícias da Graciosa I Links I Fotos-Photos


Pesquisa personalizada

Outros blogs de interesse:

Notícias da Ilha Graciosa
Notícias dos Açores
Curiosidades
TV grátis via Satélite
Satellite free TV
Desgarradas pela Internet
O mundo da música grátis
Plantas Milagrosas
Saúde e dietas
Galeriacores cartoon humor


Photography Newsfeed:




Galeriacores © Some rights reserved

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Contacte o dono deste blog:

Galeriacores@gmail.com




Melhor visualização com a Internet Explorer / Best viewd with the Internet Explorer