} Galeriacores Cartoon Notícias: Hugo Chávez diz "OLÉ" ao Rei de Espanha

Home

 

Galeriacores Cartoon Notícias

Um blog de cartoons sobre as notícias da actualidade. Um sector informativo do Grupo Galeriacores.

domingo, 11 de novembro de 2007

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Hugo Chávez diz "OLÉ" ao Rei de Espanha

Hugo Chávez voltou a reagir às palavras que o rei Juan Carlos lhe dirigiu na Cimeira Ibero-Americana - «Por que não te calas?» -, durante uma conversa com jornalistas transmitida pela televisão estatal venezuelana. «Tiveram de agarrar o rei, que ficou muito bravo, como um touro... eu não sou muito toureiro, mas olé!»


O presidente venezuelano disse ainda, numa clara crítica a Zapatero e à política espanhola, que deu conta que «é o rei que dirige a política externa de Espanha e não o presidente do Governo.
Chávez recordou ainda o golpe de estado em Abril de 2002, que o derrubou do poder durante vários dias. Durante a Cimeira, no Chile, disse que o presidente do governo espanhol na altura, José María Aznar, tinha preparado o golpe, e agora dirigiu-se directamente ao monarca: «Sabia do golpe de Estado contra o governo da Venezuela? Em 2002 o rei era o mesmo, mas o presidente do governo não».
Depois do incidente no Chile, Zapatero disse a Chávez que esperava que fosse «a última vez» que um governante actuava assim, tendo classificado a atitude do presidente venezuelano como «inapropriado e inaceitável».
No entanto, Chávez já respondeu duas vezes depois disso. A primeira vez, logo a seguir à Cimeira, quando assegurou que o Rei de Espanha «pode ser Rei, mas não me pode mandar calar». O Rei, acrescentou, «é tão chefe de estado como eu, com a diferença de que eu fui eleito. Fui eleitos três vezes, com 63% dos votos».
Também em Espanha as reacções surgem de vários quadrantes. Aznar, a quem Chávez chamou por duas vezes «fascista», o que motivou a indignação do rei espanhol, telefou a Zapatero e a Juan Carlos para agradecer terem defendido o seu nome. Mas do Partido Popular só chegaram críticas.
Primeiro pela voz do secretário de Comunicação, Gabriel Elgorriaga, que afirmou que o incidente foi consequência da «negligência e falta de capacidade de acção de Zapatero».
Seguiu-se depois a reacção do presidente do PP, Mariano Rajoy, que considera que tudo o que aconteceu é fruto das «amizades perigosas que o governo de José Luis Zapatero cultivou». Pede-lhe, por isso, que procure os seus aliados entre os governantes «ocidentais, liberais e democráticos».

Fonte da notícia: Portugal Diário

Etiquetas: , , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial


Jorge Goncalves

web site hit counter

Add to Technorati Favorites
Estou no Blog.com.pt

Galeriacores / Home I ForumsIGrupo/Groups I Cartoons I Publicações I Culinária/Recipes

Altar virtual /Chapel I Notícias dos Açores I Notícias da Graciosa I Links I Fotos-Photos


Pesquisa personalizada

Outros blogs de interesse:

Notícias da Ilha Graciosa
Notícias dos Açores
Curiosidades
TV grátis via Satélite
Satellite free TV
Desgarradas pela Internet
O mundo da música grátis
Plantas Milagrosas
Saúde e dietas
Galeriacores cartoon humor


Photography Newsfeed:




Galeriacores © Some rights reserved

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Contacte o dono deste blog:

Galeriacores@gmail.com




Melhor visualização com a Internet Explorer / Best viewd with the Internet Explorer