} Galeriacores Cartoon Notícias: Cavaco, Sócrates e Ferreira Leite estão irreconhecíveis

Home

 

Galeriacores Cartoon Notícias

Um blog de cartoons sobre as notícias da actualidade. Um sector informativo do Grupo Galeriacores.

sábado, 27 de junho de 2009

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Cavaco, Sócrates e Ferreira Leite estão irreconhecíveis

PORTUGUESE POLITICAL HUMOR

Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.




As eleições europeias transformaram por completo os três principais protagonistas da vida política nacional. Pelo que se viu esta semana, qualquer semelhança entre o que eram Cavaco Silva, José Sócrates e Manuela Ferreira Leite antes das eleições e o que são hoje é pura coincidência. Mas, como todos sabemos, em política não há coincidências.


Cavaco Silva


Não comentava questões de política nacional fora do País, mas agora, a propósito das datas das eleições legislativas e das autárquicas, não só o fez - solidarizando-se com o (seu) isolado PSD - como se pronunciou sobre um assunto de Estado, baseando-se em sondagens que não têm credibilidade ou, simplesmente, nem existem.


Depois, decidiu abrir uma excepção. E, em vez dos silêncios ou comunicados com que reagiu ao envolvimento do seu nome no caso BPN ou às suspeições sobre Dias Loureiro, Cavaco Silva intrometeu-se no negócio PT/Prisa. E não falou como economista, falou à político - daqueles de quem tantas vezes se demarca, exigindo explicações aos responsáveis de uma empresa privada cotada nas bolsas de Lisboa e Nova Iorque.

Ambas as intervenções contrariam tudo aquilo que tem feito enquanto Presidente da República. Uma pena. Até porque, como ambas foram tão excepcionais e tão favoráveis ao PSD, é fácil perceber os que o acusam de oposição ao Governo.

José Sócrates


Era o mestre da imagem. O político hábil que fabricava a realidade, que controlava a informação e a justiça. O estratego que se mantinha firme no topo das sondagens à custa de teorias da cabala e propaganda sofisticada. Mas, de repente, tudo mudou. À primeira casca de banana da oposição, escorregou. Reagiu descontrolado a uma pergunta previsível e, mais do que o tom, traiu-se pela abordagem que escolheu, ao falar da mudança da linha editorial da TVI.


A seguir, negou conhecer o negócio. Se não sabia (o que custa a acreditar) teria de ter exigido saber, ainda mais quando ele próprio, em 2004, defendeu que o Estado deveria sair dos media. Se sabia, errou em larga escala - primeiro por ter tentado controlar a TVI; depois por não antever que o negócio seria sempre usado contra o Governo e nem sequer ia a tempo das eleições; e, finalmente, por ter tentado esconder algo que, sabendo ou não sabendo, era impossível fazer acreditar os outros. Resumindo: nem Sócrates é o papão que querem fazer dele, nem o ingénuo que ele próprio tentou parecer ser neste processo. Já se percebeu que tem um pouco de ambos. E que nunca esteve, nem com as suspeitas da licenciatura ou do Freeport, tão fragilizado como agora. Talvez por isso o discurso duro deu lugar a um tom compreensivo, a avaliação dos professores já pode ser adiada e até a redução de funcionários públicos deixou ser prioridade.


Manuela Ferreira Leite


O cultivo do silêncio já era. Esta semana, nenhum microfone ou câmara foi para casa órfão de Ferreira Leite. Esteve bem na Grande Entrevista: não apresentou propostas concretas, mas atacou as políticas do Gover-no; não comentou Dias Loureiro, mas criticou a nacionalização do BPN. Escapou sem gafes e ainda deu um toque de modernidade, prometendo um programa eleitoral curto. Pelo meio, reafirmou a grande preocupação com o endividamento do Estado provocado pelo TGV e o aeroporto. Irreconhecível, para alguém que em 2003, enquanto ministra das Finanças, cedeu créditos fiscais e da Segurança Social ao Citigroup no valor de 15,2 mil milhões de euros, amarrando o país a um compromisso que o Tribunal de Contas logo criticou.


Por fim, acusou Sócrates de mentir sem apresentar provas e saiu em defesa de José Eduardo Moniz e da TVI, sem qualquer referência às pressões do ex-ministro do PSD Rui Gomes da Silva sobre Marcelo Rebelo de Sousa, que culminaram com a saída do comentador da TVI.


Nota

Zeinal Bava, um gestor de provas dadas e como há poucos em Portugal, foi apanhado num turbilhão político. Custa acreditar que um profissional com o seu currículo - eleito três vezes o melhor CFO (director financeiro) da Europa pela Institucional Investor - faça fretes a políticos. Pelo menos, tão denunciados. Mas custa igualmente a perceber como é que Zeinal Bava foi ingénuo ao ponto de achar que podia comprar 30% da Media Capital sem ser visto como o braço armado da instrumentalização governamental.


Sem provas, prefiro acreditar na segunda hipótese. A primeira é má de mais, além de uma profunda injustiça para um profissional reconhecido e que todos, mesmo os que agora lhe pedem explicações e transparência, sempre elogiaram.
Do ponto de vista empresarial, o movimento de Bava está mais do que justificado. De qualquer forma, ter dito que queria a PT longe dos conteúdos e ter avançado para a Prisa sem ao menos fazer uma inflexão de discurso não ajudou. Além disso, se como defendeu na entrevista à RTP, os conteúdos da TVI são tão vitais para o desenvolvimento da PT, então deveria ter avaliado melhor os riscos colaterais do negócio, para evitar passar por joguete político, ser repreendido pelo Presidente da República, reprovado pelo Governo ou perder as condições para fechar um acordo, nas suas palavras, tão importante.


Não foi à toa que, à saída da RTP, Zeinal Bava citou Warren Buffet: "Quando olhamos pelo retrovisor vemos as coisas de forma mais fácil e mais clara."


Fonte: DN Sapo

Etiquetas: , , , , , , , , , , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial


Jorge Goncalves

web site hit counter

Add to Technorati Favorites
Estou no Blog.com.pt

Galeriacores / Home I ForumsIGrupo/Groups I Cartoons I Publicações I Culinária/Recipes

Altar virtual /Chapel I Notícias dos Açores I Notícias da Graciosa I Links I Fotos-Photos


Pesquisa personalizada

Outros blogs de interesse:

Notícias da Ilha Graciosa
Notícias dos Açores
Curiosidades
TV grátis via Satélite
Satellite free TV
Desgarradas pela Internet
O mundo da música grátis
Plantas Milagrosas
Saúde e dietas
Galeriacores cartoon humor


Photography Newsfeed:




Galeriacores © Some rights reserved

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Contacte o dono deste blog:

Galeriacores@gmail.com




Melhor visualização com a Internet Explorer / Best viewd with the Internet Explorer