} Galeriacores Cartoon Notícias: Morreu Charlton Heston, um dos gigantes do cinema norte-americano

Home

 

Galeriacores Cartoon Notícias

Um blog de cartoons sobre as notícias da actualidade. Um sector informativo do Grupo Galeriacores.

domingo, 6 de abril de 2008

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Morreu Charlton Heston, um dos gigantes do cinema norte-americano

Para ver a animação clique nesta imagem e aguarde uns segundos. To view the animation click on this image and wait a few seconds.
Fotos, galerias, actores, filmes, fotos, photos, filmes, Açores, Azores
O actor Charlton Heston, uma das últimas lendas vivas de Hollywood, morreu ontem na sua casa de Beverly Hills, anunciou hoje a sua família em comunicado.
Charlton Heston, que se notabilizou graças a papéis heróicos em super-produções como “Ben Hur” ou “Os Dez Mandamentos”, faleceu aos 84 anos de idade. Sofria de doença de Alzheimer.
Nascido em Outubro de 1923, Heston iniciou a carreira na rádio e no teatro, fez cursos de arte dramática na North Western University e serviu na Força Aérea durante a II Guerra Mundial.
Só em 1945 o actor com estatura de atleta - tinha mais de dois metros de altura - e olhos azuis tentou a sorte na Broadway. A grande estreia foi em 1947, com "António e Cleópatra", e um ano depois o papel numa adaptação para televisão de "Júlio César" deu-lhe acesso a Hollywood.
Na década seguinte interpretaria alguns dos papéis mais marcantes da história do cinema, com destaque para Judah Ben-Hur, que lhe valeu em 1959 o único Óscar da Academia, mas também o de Moisés em "Os Dez Mandamentos" (1956). Estes são, no entanto, apenas os mais famosos de uma carreira que se prolongou por meio século, uma das longas da história do cinema, embora nem sempre com o reconhecimento unânime da crítica. "Fiz papel de cardeal e de cowboy, de reis e jogadores de futebol, de presidentes e de pedintes, de loucos e de burlões", afirmou numa entrevista recente.
Nos anos 60, utilizou o seu protagonismo para defender causas relacionadas com os direitos humanos, tendo acompanhado mesmo Martin Luther King durante a Marcha pelos Direitos Civis a Washington, em 1963, usando uma faixa onde se lia: “Todos os homens nascem iguais”.
Em 1998, exactamente 20 anos depois de ter participado num debate televisivo onde pediu apoio ao Presidente Lyndon Johnson na sua tentativa de controlar a venda de armas nos EUA, rodeou-se de polémica ao tornar-se presidente da National Rifle Association (NRA), um dos mais poderosos “lobbies” americanos para a liberalização de armas no país.

Fonte da notícia: Público.pt

Nota Pessoal:
Charlton Heston é um dos maiores gigantes do cinema norte-americano. O filme dos Dez Mandamentos é um obra clássica e tudo graças ao muito talento deste grande actor norte-americano, falecido ontem em Beverly Hills na Califórnia.

Etiquetas: , , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial


Jorge Goncalves

web site hit counter

Add to Technorati Favorites
Estou no Blog.com.pt

Galeriacores / Home I ForumsIGrupo/Groups I Cartoons I Publicações I Culinária/Recipes

Altar virtual /Chapel I Notícias dos Açores I Notícias da Graciosa I Links I Fotos-Photos


Pesquisa personalizada

Outros blogs de interesse:

Notícias da Ilha Graciosa
Notícias dos Açores
Curiosidades
TV grátis via Satélite
Satellite free TV
Desgarradas pela Internet
O mundo da música grátis
Plantas Milagrosas
Saúde e dietas
Galeriacores cartoon humor


Photography Newsfeed:




Galeriacores © Some rights reserved

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Contacte o dono deste blog:

Galeriacores@gmail.com




Melhor visualização com a Internet Explorer / Best viewd with the Internet Explorer