} Galeriacores Cartoon Notícias: Irão lança novo míssil de longo alcance

Home

 

Galeriacores Cartoon Notícias

Um blog de cartoons sobre as notícias da actualidade. Um sector informativo do Grupo Galeriacores.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Irão lança novo míssil de longo alcance

Iran launches a new long-range missile
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



As estruturas militares do Irão testaram esta quarta-feira uma versão melhorada do míssil de longo alcance Sejil 2, uma manobra que levou o primeiro-ministro britânico a defender o reforço do cerco diplomático ao regime. O projéctil foi lançado um dia depois de a Câmara dos Representantes dos EUA ter aprovado um diploma para dificultar as exportações de gasolina para Teerão.
As imagens do disparo do Sejil 2, um míssil de dois módulos alimentado a combustível sólido, foram difundidas pela televisão estatal do Irão. O projéctil, que terá capacidade para atingir um alvo a mais de dois mil quilómetros de distância, é uma versão actualizada do Sejil. É também mais potente do que os modelos Shahab. O raio de um eventual ataque com recurso aos mísseis Sejil 2 abrangeria o território israelita e a maior parte das bases dos Estados Unidos na região do Golfo Pérsico.


A notícia do teste iraniano já motivou a reacção do primeiro-ministro britânico, que se encontra em Copenhaga para a Conferência da Convenção-Quadro da ONU sobre as Alterações Climáticas. Após um encontro com o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, Gordon Brown garantiu que o Ocidente vai encarar a manobra militar iraniana "com a seriedade que merece".


"Expressei [a Ban Ki-moon], ele também expressou, preocupação com o teste de um míssil de longo alcance do Irão. Este é um assunto de séria preocupação para a comunidade internacional e dá também um argumento para que avancemos com as sanções", declarou o governante britânico.




Fonte: RTP

Etiquetas: ,

7 Comentários:

Blogger OLX Portugal disse...

Boa tarde,

Existe algum e-mail para onde lhe possa enviar uma proposta de parceria?

O meu email é wmktpt@gmail.com

Obrigado

João

16 dezembro, 2009 13:54  
Blogger Gal1 disse...

Obrigado pelo seu comentário. Email da Galeriacores:
Galeriacores@gmail.com

16 dezembro, 2009 16:51  
Blogger Abdoul Hakime Goul Djounoubi عبد الحكيم گل جنوبی disse...

Olá!
Espero que Israel, caso seja necessário, acabe por dar o primeiro passo e tente destruir o equipamento nuclear do Iraõ. Pois, se o Irão atacasse primeiro, poderia jogar bombas em Tel Aviv ou Haifa, e seria trágico... um novo genocídio.
Holocausto nunca mais!

17 dezembro, 2009 21:43  
Blogger Gal1 disse...

Obrigado Abdoul pelo seu comentário. A minha opinião sobre esta matéria difere um pouco da sua. Vou-lhe dizer porquê, eu partilho essencialmente da opinião do nosso Dr. Mário Soares ele, tal como eu, é da opinião que todos os países devem ter os mesmos direitos e regalias relativamente à questão nuclear. Se os EUA, Inglaterra,França,Alemanha, Rússia e Israel têm direito a ter bombas nucleares e atómicas porque razão esse direito é negado a um país tão soberano como qualquer um dos demais? Na verdade não faz nenhum sentido e é, segundo a minha consciência, uma injustiça tremenda e uma desigualdade disparatada sem lógica nenhuma. Se for colocada a questão da agressividade iraniana por Israel podemos igualmente culpar os israelitas pela agressividade que têm demonstrado ao longo dos anos pelos palestinianos. O interesse israelita pela expansão territorial denota muito bem o tipo de pessoas que são. São, na minha óptica, uns monstros maquiavélicos que não olham aos meios para atingir os fins. Muito mais poderia ser dito mas o meu tempo infelizmente é muito limitado. De qualquer forma julgo que a minha opinião fica aqui bem expressa no que se refere esta notícia.
O meu bem haja, volte sempre.

18 dezembro, 2009 00:15  
Blogger Abdoul Hakime Goul Djounoubi عبد الحكيم گل جنوبی disse...

Bem, minha mãe sempre aconselhava a não disccutir política, mas eu sou teimoso. De qualuer forma, se isso se tornar motivo de desaveça entre nós, o que espero sinceramente que não aconteça, pararei no mesmo instante.
Concordo com tua opinião, porém fica claro que cada caso é um caso. Os dedos da mão são irmãos, mas não são exatamente iguais. O Irão é um país soberano? Sim, claro que é. Com os estados Unidos, o Brasil, Portugal, Israel, França, Congo, Nova Zalândia, japão ou quaisquer outros também são. Porém, tem a particularidade de ter um senhor presidente que defende uma hipótese de simplesmente varrer do mapa 7 milhões de pessoas, que é a população actual de Israel.
Amigos, quando vós me dizeis essas coisas sobre os sete milhões de israelenses, que são "monstros maquiavélicos", isso me corta o coração. Tive uma avó judia. Sarah Podlaska Lowinger, nascida em Bratislava em 1921, e criada em Bialystock até o fim da II Grande Guerra, quando veio para o Brasil e aqui constituiu família. Todos os parentes dela sumira, de 1949 até 1945, porque a Gestapo aparecia e os levava para lugares que ela nunca soube onde eram. Depois da guerra, ainda os judeus, vizinhos da vovó, foram mortos pelos próprios compatriotas polacos. Ela só veio para o Brasil, porque não tinha alternativa. Se dizes que os israelitas são todos uns monstros, então eu sou um monstro também, pois essa gente toda tem comigo um vínculo de sangue que eu não posso apagar, apesar de hoje eu ter uma religião diferente, mas religião é irrelevante nesses casos.
Acho que todos os povos têm direito à existência, e se Ahmedinejad quer ser um novo Hitler, sinto muito, mas não estou a compartilhar convosco nada a favor de um Irão armado até os dentes.
Por favor, não briguemos. Eu só desabafei porque me magoa ser chamado de monstro maquiavélico. Sou 25% judeu, e, se o destino assim quisesse, minha avó, ao invés do porto de Santos, poderia ter desembarcado em Tel Aviv naquele ano de 1946, quando chegou ao Brasil, e eu poderia ter nascido ali, naquele país onde vós dizeis que os seres humanos que o habitam são monstros. Negaram aos judeus o direito de viver na Polónia, na Alemanha, na Ucránia, enfim, em toda a Europa foram massacrados e exterminados. Só lhes restou Israel, e se os palestinos são até os dias atuais um povo sem estado, isso é uma questão política, diferente dos judeus, que nos anos da II Guerra não tinham um Estado e que foram vítimas de genocídio.
Viviam na Europa 9 milhões de judeus em 1938, e em 1945, seis milhões a menos. E qual é a situação dos palestinos, hoje? Não tem um estado, é verdade, mas são 4 ou cinco vezes mais a população que eram há 70 anos atrás, seja em israel, seja em Palestina, em Líbano, em Estados Unidos, em América do Sul ou onde mais for. Israel domina um pedaço de terra que equivale a menos de 1% do território dos árabes, e porque ainda hoje tem gente que diz que são expansionistas? Eles merecem, sim, um pedaço de terra, e têm o direito a defender-se, caso haja ameaças. Israel, foi um país que suportou durante dois anos contínuas investidas bélicas contra seu território, vindas de Gaza desocupada, até que reagiu. Será que o Brasil, ou Portugal, sofrendo bombardeios vindos de algum país fronteiriço todas as semanas, teriam a mesma paciência?

Amigos, não falo nada disso para ofender a vós. Gosto muito de Portugal. Acho que nossos países, ambos hoje, são livres de espírito beligerante, e são povos irmãos. se essa de política do Médio Oriente porventura nos desunir, acharia uma pena.

18 dezembro, 2009 06:33  
Blogger Gal1 disse...

Olá Abdoul, desculpa amigo se eventualmente o ofendi, acredite que não foi essa a minha intenção. Quando digo que os israelitas são monstros maquiavélicos obviamente que não estou a generalizar os Judeus enquanto raça, refiro-me especificamente a algumas elites governamentais israelitas que são os que tomam as decisões. Um caso concreto é o Zionismo que certamente deves conhecer, julgo saber que se trata de um grupo de pessoas ultra secreto que são mais terroristas do que outra coisa qualquer. É absolutamente lamentável que os EUA continuem a apoiar o Estado de Israel com verbas nos biliões anuais que serve apenas e só para matar inocentes como é o caso dos povos que vivem na Faixa de Gaza. Enfim, quero deixar claro que não generalizei de jeito nenhum ao dizer o que disse. Se o tivesse feito então estaria a chamar a Jesus Cristo um monstro maquiavélico que não é o caso.
Desculpa uma vez mais se te ofendi, acredita que como já referi não foi essa a minha intenção.
Quando tiver mais algum tempo mando-te um email para partilhar contigo mais algumas coisas sobre esta situação.
Até la fica aqui o meu bem haja, abraço

18 dezembro, 2009 11:01  
Blogger Abdoul Hakime Goul Djounoubi عبد الحكيم گل جنوبی disse...

Olá, boa tarde. Vejo que aqui predomina a diplomacia, fico feliz, e também peço desculpas se porventura me exaltei um pouco. Passemos um traço nesta questão, que gosto, religião e política sempre dá muito pano pra manga, muito assunto. E, no muito falar, pouca sabedoria há.
Um bom haja e fiquem com Deus todos vós.

18 dezembro, 2009 15:34  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial


Jorge Goncalves

web site hit counter

Add to Technorati Favorites
Estou no Blog.com.pt

Galeriacores / Home I ForumsIGrupo/Groups I Cartoons I Publicações I Culinária/Recipes

Altar virtual /Chapel I Notícias dos Açores I Notícias da Graciosa I Links I Fotos-Photos


Pesquisa personalizada

Outros blogs de interesse:

Notícias da Ilha Graciosa
Notícias dos Açores
Curiosidades
TV grátis via Satélite
Satellite free TV
Desgarradas pela Internet
O mundo da música grátis
Plantas Milagrosas
Saúde e dietas
Galeriacores cartoon humor


Photography Newsfeed:




Galeriacores © Some rights reserved

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Contacte o dono deste blog:

Galeriacores@gmail.com




Melhor visualização com a Internet Explorer / Best viewd with the Internet Explorer