} Galeriacores Cartoon Notícias: Ronaldo ataca o dragão

Home

 

Galeriacores Cartoon Notícias

Um blog de cartoons sobre as notícias da actualidade. Um sector informativo do Grupo Galeriacores.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Ronaldo ataca o dragão

CRISTIANO RONALDO SLAYING THE DRAGON
Para ver a animação clique neste cartoon e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon and wait a few seconds.



O Manchester United venceu o FC Porto por 1-0, com o único golo da partida a ser apontado pelo internacional português Cristiano Ronaldo à passagem do 6º minuto da partida. Depois de uma entrada em jogo muito nervosa, a equipa do FC Porto na segunda parte realizou uma exibição bastante personalizada, mas que não foi suficiente para conseguir chegar ao golo que lhe garantia presença nas meias-finais. No outro jogo da noite, o Arsenal recebeu e venceu o Villareal por 3-0, depois de ter alcançado um precioso empate no confronto da primeira mão. Nas meias-finais vão-se defrontar agora Manchester United e Arsenal para lutar por um lugar na final da competição.
O jogo começou com uma entrada forte do Manchester United, com a equipa do FC Porto a conseguir fazer uma pressão logo à saída do meio-campo contrário. Na equipa do FC Porto Cristian Rodriguez começou o encontro a jogar numa posição mais no centro do terreno, servindo de apoio a Hulk e a Lisandro Lopez.
À passagem do minuto 6 o Manchester United chegou ao golo, com a defensiva do FC Porto a dar muito espaço a Cristiano Ronaldo que, a mais de 35 metros da baliza de Hélton, disparou uma bomba não dando hipótese ao guardião portista. A equipa inglesa conseguia assim colocar-se na frente da eliminatória, cabendo agora ao FC Porto apontar um golo para se colocar outra vez em vantagem na eliminatória. Foi uma entrada muito receosa do FC Porto na partida, que até aos 15 minutos da partida nunca conseguiu chegar à baliza inglesa. Enquanto isso parecia que os jogadores do Manchester United conseguiam jogar com alguma tranquilidade, muito por culpa da boa exibição do ex-jogador do FC Porto, Anderson.
Aos 19 minutos o FC Porto criou a primeira situação de perigo para a baliza contrária, na marcação de um livre directo por Bruno Alves que fez a bola passar perto do poste direito da baliza defendida por Van der Saar. Este lance parece ter dado alguma confiança à equipa do FC Porto, que começou a jogar um pouco mais perto da área contrária, pressionado um pouco mais o meio-campo do Man Utd.Por sua vez, o Manchester United tentava controlar os jogadores mais avançados do FC Porto, e numa segunda fase obrigar que os médios portistas não avançassem muito no terreno. Aos 31 minutos o FC Porto sofre mais um sério revés, já que Lucho Gonzalez leisonou-se no joelho esquerdo, tendo entrado para o seu lugar Mariano Gonzalez. A equipa de Jesualdo Ferreira, que não estava no banco devido ao castigo imposto pela UEFA, tinha assim mais uma dificuldade para ultrapassar. Até ao intervalo o jogo passou-se mais no meio-campo do Manchester United, mas a equipa inglesa foi conseguindo sempre manter a bola longe da sua baliza.
Para a segunda parte o FC Porto entrou mais pressionante, começando desde logo a tentar pressionar a equipa adversária. O Manchester United não mostrava nenhum receio em jogar um pouco mais recuado, apostando assim num futebol mais rápido, tentando aproveitar a velocidade de Cristiano Ronaldo e Wayne Rooney. Com o Manchester a jogar mais na expectativa, o FC Porto ficava assim com a iniciativa de jogo à sua responsabilidade, sentido grandes dificuldades para conseguir jogar em ataque continuado e a defensiva inglesa não tinha grandes dificuldades em parar o ataque portista. Com Hulk em noite não, o ataque do FC Porto era assim mais lento e previsível o que facilitava o trabalho defensivo do Manchester United.
À medida que o final do encontro se aproximava, os jogadores do FC Porto jogavam mais com o coração do que com a cabeça, ficando a ideia que os jogadores do Manchester United esperavam pacientemente pelo apito final do árbitro suíço. Nos últimos cinco minutos assistiu-se ao ataque final do FC Porto em busca do golo que lhe abriria a porta das meias-finais, onde Lisandro Lopez dispôs de uma excelente oportunidade, depois de uma boa jogada de Mariano Gonzalez pelo lado direito. O apito final chegava, e para desilusão do público presente no Estádio, o FC Porto era eliminado. O Manchester United conseguiu assim uma vitória histórica, já que foi a primeira equipa inglesa a conseguir vencer na casa do FC Porto.
No outro jogo da noite o Arsenal venceu tranquilamente o Villareal por 3-0, com os golos a serem apontados por Theo Walcott (10 min.), Adebayor (60 min.) e por Robin van Persie (68 min.) através da marcação de uma grande penalidade. O Arsenal conseguia assim garantir presença nas meias-finais da Liga dos Campeões, onde vai defrontar o Manchester United.



Fonte: Zerozero.pt

Etiquetas: , , , , , , , , , , , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial


Jorge Goncalves

web site hit counter

Add to Technorati Favorites
Estou no Blog.com.pt

Galeriacores / Home I ForumsIGrupo/Groups I Cartoons I Publicações I Culinária/Recipes

Altar virtual /Chapel I Notícias dos Açores I Notícias da Graciosa I Links I Fotos-Photos


Pesquisa personalizada

Outros blogs de interesse:

Notícias da Ilha Graciosa
Notícias dos Açores
Curiosidades
TV grátis via Satélite
Satellite free TV
Desgarradas pela Internet
O mundo da música grátis
Plantas Milagrosas
Saúde e dietas
Galeriacores cartoon humor


Photography Newsfeed:




Galeriacores © Some rights reserved

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Contacte o dono deste blog:

Galeriacores@gmail.com




Melhor visualização com a Internet Explorer / Best viewd with the Internet Explorer