} Galeriacores Cartoon Notícias: Treinador Português foi enviado para casa de mãos vazias

Home

 

Galeriacores Cartoon Notícias

Um blog de cartoons sobre as notícias da actualidade. Um sector informativo do Grupo Galeriacores.

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Treinador Português foi enviado para casa de mãos vazias

Portuguese coach was sent home empty handed
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.




Portugal despediu-se hoje do Mundial 2010 depois de perder por 1-0 frente à selecção espanhola. Carlos Queiroz mostrou demasiado respeito pela actual campeã da Europa sem nunca ter arriscado, mesmo quando Portugal estava em desvantagem.


Sem glória e sem brilho Portugal está fora do Campeonato do Mundo 2010,na África do Sul. Com os objectivos mínimos alcançado (passar a fase de grupos) Portugal defrontou a selecção espanhola nos oitavos-de-final da prova.


Com Hugo Almeida no ataque e Pepe no lugar de médio mais recuado, Portugal realizou uma primeira parte aceitável, ainda que a selecção espanhola tivesse sido quase sempre a melhor equipa em campo.


Os primeiros minutos de jogo intimidaram os jogadores portugueses, com a formação do país vizinho a mostrar um futebol bem desenhado e a conseguir criar diversas situações claras para marcar.


David Villa pela esquerda foi quase sempre o homem golo da primeira parte. Logo nos primeiros 10 minutos teve dois grandes remates a que Eduardo correspondeu sempre com grandes defesas.


Aliás, o ainda guarda-redes do Sporting de Braga, foi um dos melhores elementos na selecção das quinas a par de Fábio Contrão. De Cristiano Ronaldo apenas se pode dizer que foi um desastre do primeiro ao último minuto, como em quase toda a duração da presença de Portugal neste campeonato.


A melhor e única ocasião de golo para Portugal no decorrer do primeiro tempo apareceu já perto do primeiro quarto de hora de jogo. Numa jogada de contra-ataque rápido a bola sobrou para o médio Tiago rematar à baliza espanhola.


Mas, do outro lado, não estava um guarda-redes qualquer, estava sim o guarda-redes do Real Madrid Iker Casillas, que teve tempo para reagir e afastar a bola para canto.


Até ao final da primeira parte nada de novo na selecção portuguesa. Defender era a palavra de ordem e assim terminou a primeira parte. Apesar de tudo, Portugal ainda estava empatado.


O pior estava reservado para a segunda parte. Carlos Queiroz decidiu inventar e lançou Danny para o lugar de Hugo Almeida, o único jogador que ainda conseguia dar algum trabalho à defensiva espanhola.


Como é evidente, a substituição não trouxe nada de novo à selecção das quinas, antes pelo contrário, tirou um homem na frente que segurava a bola e esperava pelos homens das faixas para fazerem a diferença.


Pouco depois do primeiro erro de Carlos Queiroz surgiu o golo da Espanha, inevitavelmente apontado por David Villa numa jogada bem desenhada pelos homens do meio campo espanhol.


Quando se esperava uma reacção da formação lusa ao resultado negativo, verificou-se que algo estava errado nesta equipa. O golo espanhol foi apontado aos 63 minutos de jogo e, até aos 90, não houve qualquer situação de perigo criada por Portugal.


Como se a primeira invenção não bastasse, Queiroz decidiu então avançar para o banco e chamar Liedson e Pedro Mendes para o jogo, tirando Simão Sabrosa e Pepe.


Mais uma vez, Carlos Queiroz não é homem que goste de arriscar e perder por um não deve ter parecido assim tão mal ao treinador da selecção nacional portuguesa.


É evidente que a selecção espanhola tem um meio campo bem mais forte que o português, mas o que também ficou evidente neste jogo é que Carlos Queiroz teve demasiado respeito por uma selecção que Portugal até poderia ter vencido se tivesse encarado o jogo de outra forma.


Portugal e Queiroz estão fora deste Mundial com o objectivo mínimo alcançado, deixando os portugueses com um amargo na boca sabendo que Queiroz tem verdadeiros problemas em lidar com a ambição.


De registar ficam as exibições de Fábio Coentrão, Eduardo e Hugo Almeida na selecção portuguesa, enquanto Villa, Xavi e Iniesta marcaram o ritmo da formação espanhola.



Fonte: SOL

Etiquetas: , , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial


Jorge Goncalves

web site hit counter

Add to Technorati Favorites
Estou no Blog.com.pt

Galeriacores / Home I ForumsIGrupo/Groups I Cartoons I Publicações I Culinária/Recipes

Altar virtual /Chapel I Notícias dos Açores I Notícias da Graciosa I Links I Fotos-Photos


Pesquisa personalizada

Outros blogs de interesse:

Notícias da Ilha Graciosa
Notícias dos Açores
Curiosidades
TV grátis via Satélite
Satellite free TV
Desgarradas pela Internet
O mundo da música grátis
Plantas Milagrosas
Saúde e dietas
Galeriacores cartoon humor


Photography Newsfeed:




Galeriacores © Some rights reserved

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Contacte o dono deste blog:

Galeriacores@gmail.com




Melhor visualização com a Internet Explorer / Best viewd with the Internet Explorer