} Galeriacores Cartoon Notícias: Ayahuasca, chá da Amazónia e famosas "viagens mentais"

Home

 

Galeriacores Cartoon Notícias

Um blog de cartoons sobre as notícias da actualidade. Um sector informativo do Grupo Galeriacores.

domingo, 10 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Ayahuasca, chá da Amazónia e famosas "viagens mentais"

Tea from the Amazon provides mental psychedelic voyages
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



Viagem ao inconsciente, com o chá autorizado pelo Governo em rituais religiosos:

"Traz rede, frutas, uma contribuição, e dorme bem esta noite", diz-me a voz do outro lado da linha. "Podes ficar o tempo que quiseres". É noite de lua cheia, por isso o ritual é "especial" e dura "um dia", para quem quiser "usufruir" dos "verdadeiros poderes do chá". Depois, a última recomendação: "Se estiveres a tomar algum remédio forte, é melhor não vires, porque o chá pode ter um efeito adverso."

Não conheço a voz. Soube, através de amigos, da "Comunidade Irmandade Comuníndios Bandeira Branca", em Alter-do-Chão, no Amazonas, que faz "rituais" com o famoso chá da Amazónia, a Ayahuasca. A curiosidade pelo líquido "sacramental" arrasta-me até lá. Falaram-me, já, da cabana redonda, no meio da floresta, onde são as cerimónias, das redes para descansar e das viagens "mentais".

Uns pintaram, inventaram histórias, pensaram nos familiares, choraram, dançaram, riram, abraçaram e, no limite, dependendo das doses tomadas ou do grau de "elevação" mental, vomitaram. É que o líquido não é uma coisa agradável. Aqui chamado de Xamãe, é cor-de-terra, gosmento, e de uma ardência acre que desliza desde a boca até ao estômago.

"Como só ficas até ao fim do dia, o ideal é tomares apenas uma dose, para que o efeito passe", diz-me a tal voz que, agora, sei ser do Paulo Brasil, da Comunidade Fraternidade Branca. Somos uma dúzia para a "cerimónia". O chá é "feito em casa", usado como forma de ascensão pessoal para autoconhecimento, diz Paulo, e aponta para o painel onde está a Resolução de 2004 do Conselho Nacional Anti-Drogas do Brasil, que permite o uso religioso da Ayhuasca. A campainha tine. Vibraria várias vezes, nas sete horas que lá ficaria, para quem quisesse repetir. Uma dose seria suficiente para que, uma hora depois, embalada na rede, olhasse para a floresta e visse cores fluorescentes como se fossem prismas coloridos; a palma da mão em câmara lenta, reconhecendo cada textura como se fizesse zoom in ; achasse que o corpo é um lugar estranho ao toque, mole, e bocejasse como se fosse a primeira vez. Os sentidos ficam hipersensíveis, em câmara lenta, e fechar os olhos é um processo de introspecção. É impossível adormecer: a mente está em hiperactividade, mesmo com a rede como embalo. A experiência é pessoal e lembramo-nos de tudo, até do Paulo a perguntar se está "tudo bem" e a dizer, no tom de voz pausado, igual ao da primeira conversa, por telefone. "Esta é uma viagem ao inconsciente, disfruta."



Fonte: DN

Etiquetas: , , , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial


Jorge Goncalves

web site hit counter

Add to Technorati Favorites
Estou no Blog.com.pt

Galeriacores / Home I ForumsIGrupo/Groups I Cartoons I Publicações I Culinária/Recipes

Altar virtual /Chapel I Notícias dos Açores I Notícias da Graciosa I Links I Fotos-Photos


Pesquisa personalizada

Outros blogs de interesse:

Notícias da Ilha Graciosa
Notícias dos Açores
Curiosidades
TV grátis via Satélite
Satellite free TV
Desgarradas pela Internet
O mundo da música grátis
Plantas Milagrosas
Saúde e dietas
Galeriacores cartoon humor


Photography Newsfeed:




Galeriacores © Some rights reserved

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Contacte o dono deste blog:

Galeriacores@gmail.com




Melhor visualização com a Internet Explorer / Best viewd with the Internet Explorer