} Galeriacores Cartoon Notícias: Janeiro 2010

Home

 

Galeriacores Cartoon Notícias

Um blog de cartoons sobre as notícias da actualidade. Um sector informativo do Grupo Galeriacores.

domingo, 31 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


No corpo errado

In the wrong body
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



Eles querem usar saias e cabelos compridos. Elas escolhem cortar os cabelos e vestir só calças. Não dizem que querem ser de um sexo diferente. Insistem que são de um sexo diferente. São crianças com uma perturbação de identidade de género. Casos raros de quem diz estar preso num corpo errado desde sempre. O que fazer com estas crianças? E quando?


Sentem que nasceram com o corpo errado. Não são rapazes que querem ser raparigas. Dizem que são raparigas com pénis. Não são raparigas que querem ser rapazes. Dizem que são rapazes com uma vagina. Nem sempre é possível identificar e diagnosticar uma perturbação de identidade de género na infância ou adolescência. São crianças que muitas vezes acabam por receber um rótulo de Maria-rapaz, "mariquinhas" ou, mesmo, homossexuais. Mas não é a mesma coisa. No mundo da transexualidade lida-se com algo que é muito diferente de orientação sexual: lida-se com a identidade. E a verdade é que quando os transexuais são recebidos pelos especialistas, já na idade adulta, dizem que estão à espera do verdadeiro corpo desde muito cedo. Desde sempre.
"Olá. O meu nome é Josie. Faço anos no dia 16 de Abril. Sou uma rapariga. E tenho um pénis." David Elisco, produtor do documentário Sexo, Mentiras e Género, da National Geographic, conta como conheceu Josie Romero, uma criança com oito anos, do Arizona, Estados Unidos. Foi através de um vídeo caseiro onde se via uma menina loira, sentada numa grande cadeira que lhe deixava os pés soltos a abanar no ar. Josie foi notícia em muitos jornais e programas de televisão como exemplo de uma criança com perturbação de identidade do género e porque está autorizada a iniciar os tratamentos hormonais quando chegar aos 12 anos.
No final do ano passado, os pais de Josie contaram ao mundo a história do seu filho Joey, que aos quatro anos lhes comunicou: "Sou uma rapariga." Primeiro, pensaram que o seu filho era homossexual e pareciam dispostos a aceitar o facto. Alertados pelo pediatra, entraram no conceito da perturbação de identidade do género e identificaram-se. Numa metade do armário da roupa, colocaram artigos para rapaz e na outra metade penduraram coisas de rapariga. A criança não hesitava e escolhia apenas as roupas de menina. Acabaram por aceitar que Joey era Josie.
Assim como foi exemplo o caso de Alex, que, em 2004, quando tinha 13 anos, conseguiu uma autorização do tribunal australiano para iniciar o tratamento hormonal. As notícias falam de uma criança que queria tanto ser rapaz que chegou a usar fraldas na escola só para não ter de utilizar os quartos-de-banho das raparigas. Ou o jovem de 16 anos que este mês obteve, em Espanha, a autorização judicial para fazer a cirurgia de mudança de sexo.
Num documentário de 2007, da cadeia de televisão ABC, a célebre jornalista Barbra Walters apresentou três outros casos de crianças transexuais, com entrevistas às próprias e à família.
De uma forma mais ou menos estridente, todas estas notícias tiveram o mesmo efeito: uma polémica discussão. Uma criança sabe o que está a dizer quando diz que é de um sexo diferente daquele que vemos no seu corpo? E devemos intervir? Como? Quando?
Para quem pensa sobre isto pela primeira vez é fácil cair na confusão. É fácil avançar para a conclusão precipitada de que são homossexuais. Ou, para as famílias, é mais fácil encarar estas manifestações como uma fase - e tentar ignorá-las. Mas é mais complexo do que isso. As crianças com uma perturbação de identidade do género não se caracterizam apenas pela escolha dos brinquedos, das brincadeiras ou das roupas que querem vestir e que, aos olhos do mundo, são do outro sexo. Zélia Figueiredo, especialista na área de sexologia que trabalha com transexuais no Hospital Magalhães Lemos, no Porto, diz que as histórias são todas muito semelhantes. "Quando lhes pedimos para escreverem a história do que está para trás há muitos pontos comuns, tantos que às vezes parecem a mesma história."


"São uns heróis"


Os relatos falam da infância como o marco do início do drama, diz Zélia Figueiredo. Sentem que têm um "defeito de nascença", uma deformação física, sentem repulsa pelo corpo com que nasceram. Sofrem com isso. À medida que crescem, escondem o corpo atrás de coletes que apertam o peito, recusam ir à escola, mutilam-se, deprimem, tentam o suicídio. Não é fácil entender. Não é fácil entendê-las. E, sobretudo, não é fácil ajudá-las.
"São uns heróis", conclui o especialista Pedro de Freitas, do Hospital Júlio de Matos, em Lisboa. O sexólogo que acompanha vários casos de transexuais confirma que um dos traços comuns a muitas histórias é o facto de esta perturbação se manifestar em idades muito jovens e, frequentemente, na infância. Porém, o mais provável é que não tenha sido identificada como tal nessa altura. E tenha sido "abafada" pela presunção de uma mera fase mais arrapazada ou afeminada. Ou, mais tarde, erradamente encarada como uma questão de orientação sexual. "A questão da identidade de género não tem nada a ver com a orientação sexual", avisa Pedro de Freitas.
Nos casos que acompanha conheceu quem, em criança, se recusava a vestir saias ou, do outro lado, quem não queria outra coisa. "O drama começa em casa, depois na escola e acentua-se na puberdade. Uma das coisas mais terríveis para alguém que se sente homem é a menstruação", explica.
Se tudo parece apontar para uma criança ou adolescente com perturbação da identidade de género, o que fazer? "Apoiar. Desde que nos procurem cedo, nós apoiamos cedo. Mas não podemos intervir. Não posso passar uma receita para um tratamento hormonal antes dos 18 anos. É contra a lei." Mas há medidas capazes de minimizar o sofrimento.
Uma das mais importantes é acompanhar e apoiar psicologicamente a família, que também é afectada, e outra será, por exemplo, falar com os professores. Fazer mais do que isso é complicado. "Uma cirurgia irreversível de mudança de sexo numa criança está fora de questão. E também não me parece que alguém com 12 ou 13 anos tenha estrutura psicológica e maturidade para que se possa iniciar um tratamento hormonal", refere Pedro de Freitas.
Quanto aos pais, devem tentar o mais difícil: nem contrariar, nem incentivar, assumindo uma postura neutra. Antes disso, claro, devem procurar ajuda junto de profissionais de saúde.


"Estamos a confundir tudo"


A maioria dos casos de perturbações de identidade do género na infância e adolescência não é notícia. São raparigas e rapazes que se escondem, que gritam no silêncio ou que simplesmente sentem que "algo está errado" mas não sabem o quê. O especialista do Hospital Júlio de Matos não duvida de que estas pessoas nascem com esta perturbação. "Podem é não saber colocar o rótulo ou só tirar a cabeça da areia mais tarde."
"Flip" é o nickname num fórum de discussão numa associação que quer apoiar a juventude lésbica, gay, bissexual ou transgénero e promover a mudança das mentalidades em relação às questões da orientação sexual e identidade de género. "Só comecei verdadeiramente a tentar resolver a minha vida aos 20 anos, quando tomei consciência de que o que sentia era mesmo muito forte e, por mais que me esforçasse, nunca seria feliz tendo um corpo e um papel feminino no mundo", conta. No entanto, os sinais apareceram muito antes dos 20 anos. "Flip" é hoje Filipe mas lembra "a aventura da menina que desde os 3 anos se apresentava aos amigos com um nome masculino".
"Os meus pais faziam-me passar vergonhas incríveis desmascarando-me constantemente", conta.
Jó Bernardo tem 45 anos e prefere dizer que é transgénero [um termo mais abrangente que se aplica a pessoas que fogem dos papéis sociais de género]. Não completou a operação de mudança de sexo mas optou por um tratamento hormonal que lhe mascarou o corpo masculino com que nasceu. Só mais crescido é que terá aprendido a ler os sinais. "Estava tudo lá desde muito cedo. Desde que nasci. Tenho uma fotografia com o meu irmão gémeo em que vejo isso de forma clara. Tínhamos apenas dois anos, estávamos na praia de Santo Amaro de Oeiras, os dois, de mãos dadas, com um balde na mão e o mesmo fato de banho. A diferença é a forma como seguro no balde, com as mãozinhas para a frente, é que eu estou todo penteadinho, é que eu tenho as pernas fechadinhas..."
A forma como se segura um balde na praia não será, seguramente, um factor que entre num diagnóstico clínico de perturbação de identidade de género. Mas Jó sabe que era muito mais do que isso.
Quando se fala em crianças com esta perturbação, Luísa Ramos, psiquiatra no Hospital Conde Ferreira, no Porto, pede muita calma e bom senso. "Hoje vivemos uma grande confusão em relação ao que é o quê. Estamos a confundir tudo. Homossexuais com travestis, com transexuais... questões de identidade com orientações. E o mediatismo destas situações não ajuda a clarificar." A psiquiatra alerta para a ambiguidade que pode existir na definição de uma criança transexual. Chegar até um diagnóstico destes "não demora dois dias ou dois meses", diz. "É preciso uma avaliação longitudinal.


"Só depois dos 18 "


Em Portugal não se fazem intervenções de mudança de sexo em menores", afirma Rui Xavier Vieira, responsável pela comissão da Ordem dos Médicos que elabora os pareceres necessários para a realização de uma cirurgia de reatribuição de sexo, acrescentando que nunca foi apresentado nenhum pedido para um menor.
O especialista não hesita em desaprovar cirurgias irreversíveis "em crianças e adolescentes jovens". Têm de viver "presos" nos seus corpos até aos 18 anos? "Isso é linguagem dos grupos de pressão", responde. "Isto são processos irreversíveis, tudo tem de ser feito com muito cuidado."
Assim, sobre uma eventual intervenção antes da maioridade, o psiquiatra admite: "Isto está tudo em grande mudança. Não tenho nenhuma oposição, mas temos de pensar em formas de abordar essa questão. Podemos, eventualmente, atrasar as alterações da adolescência nesses casos. Temos de ser razoáveis e ponderar os riscos para a saúde dessa pessoa.
"Alguns países já permitem o início do processo de mudança de sexo com um tratamento hormonal a partir dos 16 anos. Em Portugal é impossível. E mesmo em relação às intervenções em adultos, o país tem uma particularidade. "Somos o único país europeu que exige um parecer da Ordem dos Médicos para realizar este processo. Não se trata de nada imposto pela lei mas pela Ordem", constata o especialista do Júlio de Matos.
Sobre a idade mais adequada para intervir Pedro de Freitas tem duas respostas: "Os 16 anos são a idade ideal. Os 18 são a idade legal." Em qualquer caso, é essencial uma avaliação sobre o grau de maturidade da pessoa que está à nossa frente. "Conheço jovens com 16 anos muito maduros e pessoas com 20, 30 ou 40 que são umas crianças."
E é preciso cumprir a lei. É preciso uma avaliação feita por duas entidades independentes que tenham chegado ao mesmo diagnóstico, é preciso apoio psicológico, psicoterapia, iniciar a terapêutica hormonal, fazer um cariótipo (avaliação cromossómica), passar pela chamada prova real de vida, pedir o parecer da Ordem dos Médicos para realizar a cirurgia e, depois de realizada a cirurgia, avançar com uma acção contra o Estado exigindo a mudança de nome e sexo nos documentos de identidade (porque em Portugal não existe uma Lei da Identidade, ao contrário de outros países). Há situações em que, nesta fase final do processo, o tribunal pode ainda pedir uma perícia do Instituto Nacional de Medicina Legal para que se verifique que o sexo no corpo corresponde ao que está a ser reivindicado.
Tudo isto implica um processo que se arrasta por vários anos e que só pode começar aos 18. Enquanto isso, os transexuais esperam. "Não, enquanto isso, desesperam", corrige Pedro de Freitas. O único cirurgião que faz estas mudanças de sexo em Portugal é João Décio Ferreira. Apesar de estar reformado desde 2009, continua a operar no Hospital Santa Maria para atender estes pedidos.


Doença mental


Em Portugal já foram realizadas cerca de 100 operações de mudança de sexo. São cirurgias comparticipadas pelo Estado a 100 por cento uma vez que a Organização Mundial de Saúde incluiu a perturbação de identidade do género na lista de doenças mentais. "Apesar de existirem muitos grupos a exigir que deixe de constar nesta lista porque se trata de uma discriminação, acho que é bom para eles. Se sair da lista, os Estados desobrigam-se de os tratar porque deixa de ser doença. E aí vão ter de ser eles a pagar."
Outra questão: se antes dos 18 anos ninguém pode votar ou fazer algo tão simples como tirar a carta de condução, devemos equacionar atribuir-lhe o "poder" desta decisão tão radical de autodeterminação? Filomena Neto, que coordena o departamento de bioética da Sociedade de Advogados José Pedro Aguiar Branco & Associados, sabe que esta é uma questão difícil onde não existe "preto e branco".
"Julgo que na menoridade uma autorização para iniciar um processo de mudança de sexo teria que passar sempre por uma tutela jurisdicional que verificasse o processo. Não para discutir a opinião dos médicos, mas para assegurar que foram dados todos os passos para proteger aquele menor", defende Filomena Neto, sublinhando, no entanto, que esta "possibilidade legal" só deveria existir a partir dos 16 anos.
"Aos 12 anos, por exemplo, choca-me. Acho que ainda não existem capacidades para essa autodeterminação. Mesmo uma autorização dos representantes legais não deveria ter influência. Teria de se ouvir o próprio. A verdade é que às vezes fazemos as maiores asneiras com as melhores das intenções."
Há muitas perguntas e não há uma só resposta para um território tão ambíguo e complexo. Antes de tomar uma decisão irreversível é imprescindível eliminar essa ambiguidade e complexidade até ao limite do possível. Para que uma mudança destas seja algo tão simples como o caso que Pedro de Freitas lembra sobre uma mudança de sexo iniciada aos 18 anos. "Esta pessoa afirmava que sabia desde os dois anos que era mulher e tinha o corpo errado. Completámos o processo de mudança e hoje é uma mulher fantástica, muito bonita." Ela juraria que sempre foi mulher.



Fonte: Público

Etiquetas: , , , ,

sábado, 30 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Tony Blair faria tudo de novo

Tony Blair would do it all over again
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.




O ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair compareceu ontem perante a comissão de inquérito sobre a guerra do Iraque e defendeu a sua decisão de participar na operação militar de 2003 que culminou com a invasão daquele país. Em frente ao edifício onde prestou o seu depoimento, perto do Parlamento, centenas de manifestantes protestavam contra as limitações da comissão. Muitas pessoas no local pediam "julgamento", em vez de "branqueamento".

Criticado por alegada manipulação de informação, Blair tentou justificar a participação britânica na guerra pelo eventual perigo da Al-Qaeda se apoderar de armas de destruição maciça. "Não podíamos correr o mínimo risco", defendeu o ex-governante. Após o 11 de Setembro "disseram-nos que os fanáticos religiosos usariam armas químicas, biológicas ou nucleares se as pudessem obter". Isso, acrescentou, "mudou a nossa avaliação dos riscos".

Perante a comissão independente presidida por John Chilcot, Blair afirmou que voltaria a fazer o mesmo (invasão), mas que não pretendia derrubar o regime de Saddam Hussein. Refira-se que a coligação ocidental nunca pareceu ter uma estratégia para o período pós-Saddam. O ditador iraquiano acabou por ser capturado, julgado e condenado à morte, mas após a invasão o país mergulhou numa fase de insurreição, seguida de conflito civil entre grupos religiosos. A situação só viria a acalmar a partir de 2007, mas mantém-se muito volátil.

"Acreditei sem a mínima dúvida que o Iraque dispunha de armas de destruição maciça", explicou Tony Blair, durante a sessão de ontem perante o comité Chilcot. O ex-primeiro-ministro, que dirigiu o país entre 1997 e 2007, também negou ter feito um acordo secreto com o presidente americano sobre a operação militar. Em 2003, Londres foi um dos raros apoios internacionais da administração de George W. Bush.

"Não teria feito [a guerra] do Iraque se não pensasse que era justa", resumiu Tony Blair. Os seus críticos não ficaram convencidos e continuam a acusá-lo de ter mentido ao Parlamento e escondido informação que contrariava a tese da invasão.

Segundo a acusação, os serviços de informação foram pressionados para justificar o conflito. No total, o Reino Unido já perdeu 179 soldados na guerra do Iraque.




Fonte: DN

Etiquetas: , , ,

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Há cada vez menos freiras

Shortage of nuns in the world
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



Há cada vez menos freiras nos conventos, e alguns já tiveram de encerrar. Nos últimos 15 anos os institutos religiosos perderam 2.500 vocações. Há congregações que não têm uma noviça há quase 20 anos, e 33 destas instituições estão a funcionar com menos de dez religiosas, avança a edição do SOL desta sexta-feira

Na adolescência, o coração de Isabel Bernardes fazia contas de dividir: «Havia um rapaz de quem até gostava, mas entre dois amores escolhi um que me podia dar mais plenitude». Quis ser radical. Tornou-se esposa de Deus.

Aos 17 anos, encheu a mala com experiência de vida, deixou Tondela e integrou a Ordem da Imaculada Conceição, no Convento Santa Beatriz, em Viseu. «Aquilo que eu era foi o que trouxe. Aprendi muito no mundo, gostava muito do mundo. Não foi por não gostar que entrei para o convento».

Com 42 anos, Isabel é actualmente a abadessa daquela comunidade e completa, em Fevereiro, 25 anos de vida monástica.

Maria Clara, 63 anos, também decidiu fazer da clausura um modo de vida. Aos 18, ciente de que o namoro não lhe interessava, entrou no mosteiro das Clarissas de Monte Real. «Atraiu-me a adoração ao Santíssimo. Para quê ter uma família reduzida? Eu quero o mundo inteiro! Vim para a clausura para ter horizontes vastos e um coração imenso».

Mas há cada vez menos mulheres a seguirem o exemplo das irmãs Isabel e Maria Clara. A crise de vocações é uma realidade, não só no sacerdócio mas também nos institutos religiosos.

Num período de 16 anos, houve uma redução de 2.500 freiras nas congregações e ordens religiosas. Segundo dados da Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal (CIRP), em 2008 havia 5.417 irmãs, distribuídas por 652 comunidades regidas por cem ordens. Isto quando em 1992 existiam 7.995 freiras, espalhadas por 795 conventos de 98 ordens.

Por Liliana Garcia

Fonte: SOL

Etiquetas: , , ,

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


João Paulo II autoflagelava-se com cinto

Pope John Paul II whipped himself with a belt
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



A revelação foi feita pelo Monsenhor Slawomir Oder, também polaco, o prelado encarregue de preparar a santificação do Papa que morreu em 2005
No seu livro Porque É Um Santo, ontem apresentado em Roma, Oder escreve que «como as pessoas que lhe estava próximas ouviam com os seus próprios ouvidos, Karol Wojtyla costumava autoflagelar-se». E descreve que «no seu armário, entre as suas vestes, estava um especial cinto para calças, pendurado num cabide, que usava como chicote. Levava-o sempre com ele quando ia para Castel Gandolfo (a residência de Verão)».

Uma freira polaca confirma: «Conseguíamos ouvi-lo - estávamos na sala ao lado em Castel Gandolfo» contou Tobiana Sobodka. O Papa «várias vezes praticou o auto castigo corporal» relatou também esta freira.

Recorde-se que a autoflagelação é usada por alguns religiosos para se recordarem do martírio de Cristo.

Porque É Um Santo relata ainda que o Papa polaco tinha decidido renunciar, caso viesse a sofrer de uma «doença incurável» que o «impedisse de exercer em pleno as funções», declaração que terá feito em 1989. Apesar de seriamente debilitado por várias doenças, em particular pela de Parkinson, acabou por não renunciar. Se o tivesse feito romperia uma tradição que vem de 1294.

Slawomir Oder relata ainda que João Paulo II perdoou Ali Agca - que em 1981 o tentou assassinar na praça de São Pedro - ainda na ambulância, momentos depois de ser atingido. Aliás, o Papa acabaria por receber Agca (que há cerca de uma semana foi libertado) no Vaticano.



Fonte: Sol

Etiquetas: , ,

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Primeiro "Estado da União" de Barack Obama

Obama's first state of the union address
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



Barack Obama tenta hoje à noite relançar a sua presidência com um discurso do estado da União escrito a pensar nas classes médias norte-americanas atingidas pela crise económica. Na ressaca de uma humilhante derrota no Massachusetts, com a popularidade em queda, o Presidente está a moderar a retórica de mudança para se concentrar no combate ao desemprego e à despesa pública.

Com a guerra pelo controlo do Congresso no horizonte - as eleições intercalares de Novembro em que irá a votos a maioria dos lugares no legislativo -, os analistas prevêem que Obama adopte uma política mais populista no segundo ano do seu mandato. A intervenção de hoje no Congresso será o primeiro teste a essa previsão. O discurso ainda não está escrito, mas Obama deu um sinal do que se poderá esperar ao anunciar ontem um pacote de apoios fiscais à chamada "geração sanduíche", que tem de pagar os estudos dos filhos e a reforma dos pais.
A maior surpresa, porém, deverá ser a apresentação de um plano para congelar a despesa pública durante os próximos três anos, que fez os títulos dos jornais.

Conselheiros da Casa Branca comparam a medida aos esforços das famílias americanas para pagar as contas. A imprensa fala numa concessão aos eleitores moderados que temem que as reformas de Obama - com a reforma da saúde à cabeça - estejam a empurrar o país para a bancarrota.

A Casa Branca estima que o congelamento permitirá poupar 250 mil milhões de dólares na próxima década, um pequeno passo para conter o défice de um bilião de dólares - o maior desde os anos da Segunda Guerra Mundial.

Sem recusar o apoio à proposta, o líder republicano na Câmara dos Representantes, John Boehner, denunciou ontem que os cortes não são suficientes: "Isto é como entrar numa dieta depois de ter ganho um concurso de quem come mais tarte."

Embora os pormenores continuem por esclarecer sabe-se que a proposta deixa de fora os departamentos de Defesa, de Segurança Interna e dos Veteranos. "Estamos em guerra e vamos garantir que as nossas tropas têm o financiamento necessário", explicou um conselheiro à CNN.

Entre os analistas existe uma grande expectativa para saber que projectos Obama está disposto a abdicar para equilibrar as contas. "Temos de fazer escolhas difíceis. E nem todos vão ter aquilo que querem", afirmou uma fonte próxima do Presidente.

Certas parecem estar apenas as políticas de estímulo à economia e incentivo ao emprego. Segunda--feira, o Presidente anunciou que vai aumentar os apoios fiscais às famílias pobres com filhos e às pequenas empresas para encorajar a contratação de trabalhadores.

Para desespero da ala esquerda dos democratas, os cortes poderão começar na reforma da saúde - que está ameaçada pela recente perda da maioria no Senado - e passar ainda pelo ambiente. Obama deixou para o segundo ano de mandato o combate às alterações climáticas, mas a sua quebra de popularidade pode obrigá-lo a mudar de planos.

Steve Cochran, do Fundo de Defesa do Ambiente, disse ao Guardian que hoje os ambientalistas estarão atentos ao discurso de Obama para perceber se a "Administração vai em frente com a sua agenda [sobre o clima] ou recua por causa da realidade política".

À televisão ABC, Obama enviou, entretanto, um sinal para os que o elegeram a acreditar na mudança. "Há uma tendência em Washington para acreditar que a missão dos eleitos é serem reeleitos. Não é assim. Prefiro ter um mandato bom do que dois medíocres. Não quero olhar para trás e ver que governei para a popularidade."

? O que é o estado da União?

É o discurso anual do Presidente dos EUA ao Congresso. O Chefe do Estado avalia a situação do país e enumera os seus planos para o ano que começa.

? Será o primeiro discurso do estado da União de Obama ?

Obama dirigiu-se ao Congresso há um ano. Mas, porque tinha acabado de tomar posse, essa intervenção não foi considerada um discurso do estado da União.

? Desde quando acontece?
O primeiro presidente dos EUA inaugurou a tradição de falar ao Congresso. George Washington imitou o rei inglês que, por costume, faz um balanço anual da governação no Parlamento.

? Nunca foi interrompido?

Em 1801, Thomas Jefferson, o terceiro presidente, enviou o seu discurso por escrito. Foi preciso esperar até 1913, com Woodrow Wilson, para o Presidente voltar a falar em pessoa. O nome "estado da União" foi cunhado por Franklin D. Roosevelt.

?Toda a Administração está presente no discurso?

Todos menos um. O Presidente ordena a um secretário para ficar em lugar seguro. Em caso de ataque, assumirá ele a chefia do Estado.



Fonte: DN

Etiquetas:

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Será que Mona Lisa era Da Vinci?

Mona Lisa or Da Vinci?
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



Uma equipa de cientistas e historiadores quer exumar os restos mortais de Leonardo da Vinci, de forma a poder provar que a Mona Lisa é um auto-retrato

Os especialistas da Comissão Nacional para a Herança Cultural de Itália já pediram que a tumba onde descansam os restos mortais de Da Vinci, no Castelo Amboise, na zona do Loire, em França, seja aberta.


«Se conseguirmos encontrar o crânio de Da Vinci, vamos conseguir reconstruir a sua face e compará-la com a de Mona Lisa», disse o antropologista Giorgio Gruppioni ao jornal britânico «Daily Mail».


As coisas podem não ser assim tão simples já que o túmulo original de Leonardo Da Vinci foi destruído durante a Revolução Francesa de 1789 e a actual tumba contém o que se presume serem os seus restos mortais.


A solução para já reside na datação por carbono e pela comparação de DNA de ossos e dentes com amostras actuais dos habitantes de Bolonha, tal como era Da Vinci.


As conversações entre as várias partes envolvidas no projecto já levaram a um acordo e os planos podem avançar no Verão.


A Mona Lisa tem sido um mistério ao longo dos séculos e o projecto deste grupo de especialistas vem apenas agitar ainda mais as águas.


Alguns académicos presumem que Leonardo Da Vinci era homossexual e daí ter-se auto-retratado como uma mulher, sendo essa mulher Mona Lisa.


Nicholas Turner, antigo curador de desenhos no Museu Getty, acha que «tudo parece até um pouco louco, como é que este quase vírus de Da Vinci atacou tanta gente». E acredita que se Da Vinci soubesse teriam uma «boa conversa» sobre o assunto.


Por outro lado, outros académicos dizem que a teoria da Mona Lisa ser o auto-retrato de Leonardo Da Vinci é um mito e que os seus restos mortais devem ser deixados em paz.


Fonte: IOL

Etiquetas: , , ,

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


O ditador venezuelano

Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.




O Presidente venezuelano, Hugo Chavez, mandou encerrar cinco canais privados de televisão, entre as quais a Rádio Caracas Televisão (RCTV), uma das de maior audiência.


O encerramento dos órgãos de comunicação vem na sequência da sua recusa em transmitir o discurso dominical do Presidente. A decisão foi anunciada pelo ministro das Obras Públicas e da Habitação venezuelano.

As instalações da Coligação Nacional de Telecomunicações, onde o ministro fez anunciou o encerramento, estão guardadas por uma dezena de polícias da brigada de elite. Durante o anúncio o ministro mostrou várias vezes a capa azul onde está inscrita a constituição da Venezuela, alegando que a RCTV está a violar a lei ao recusar transmitir o programa de Hugo Chavez.

O Presidente venezuelano utiliza o discurso de domingo para fazer passar a sua mensagem política. A Mesa da Unidade Democrática (que reúne 11 partidos da oposição), já emitiu um comunicado onde acusa o Governo de tentar estabelecer na Venezuela «uma hegemonia comunicacional».

Fonte: Jornal Digital

Etiquetas: , , , , ,

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


O "divórcio" dos cisnes

Divorce of the swans
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



Responsáveis de reserva britânica surpreendidos com separação, que pode ser causada pela infertilidade de uma das aves.

Até os cisnes, espécie que por natureza tem um par para a vida, põem em causa a ideia da fidelidade eterna. Um casal destas aves está a intrigar os veterinários da reserva de Slimbridge, no condado de Gloucestershire, Inglaterra. É que depois de acasalarem juntos durante dois anos, regressaram este ano da migração de Inverno com novos parceiros. Situação que, pela raridade, está a despertar curiosidade.

Ao que os responsáveis da reserva britânica explicaram à BBC, esta é apenas a segunda vez, em mais de quatro décadas, que um "divórcio" como este foi registado entre os mais de quatro mil casais de cisnes que, ao longo desse tempo, foram passando pela reserva. É também por isso que os cientistas descrevem esta situação como algo "bizarro".

As primeiras suspeitas de que algo não estaria a obedecer à norma natural surgiu quando o cisne macho, Sarindi, regressou da sua migração anual para o Árctico russo sem a parceira que tinha há dois anos, Saruni. Ao invés, com ele chegou uma nova fêmea, que os veterinários logo baptizaram de Sarind.

Confrontados com este facto, os responsáveis da reserva de Slimbridge acreditaram que Saruni teria morrido durante a migração. Isto tendo em conta que os casos de cisnes que encontram novos parceiros após a morte do anterior não são raros. No entanto, e contrariando as conclusões iniciais, poucos dias depois foi a vez da fêmea Saruni chegar ao santuário. Também ela trazendo consigo um novo macho, baptizado de Surune.

Ao longo de vários dias, os veterinários e investigadores foram observando os dois casais e chegaram à conclusão que a relação entre Sarindi e Saruni tinha mesmo terminado, dando lugar a uma nova relação. De tal forma que, segundo Julia Newth, investigadora de vida selvagem em Slimbridge, o ex-casal mostrou não reconhecer o anterior parceiro através de qualquer sinal de reconhecimento ou saudação. Isto apesar de estarem a ocupar a mesma parte de um pequeno lago da reserva.

Conforme explicou à BBC Julia Newth, esta situação surpreendeu por completo os funcionários da reserva, uma vez que os cisnes tendem a manter-se leais e a construir relacionamentos para a vida inteira. "Enquanto ambos estiverem vivos a tendência é que se mantenham juntos", adiantou esta investigadora, salientando que "se eles mudam de parceiros, isso normalmente é uma consequência da morte de um deles e não por escolha própria".

Para já os responsáveis da reserva e os veterinários preferem não estabelecer uma qualquer razão concreta para o fim deste relacionamento. No entanto, quando questionada, Julia Newth admite que uma possível explicação para esta rara separação poderá estar relacionada com uma "incapacidade de reprodução de um dos parceiros". Isto porque, acrescenta, "o casal já estava junto há dois anos, mas, até agora, nunca tiveram filhotes". Mas sublinha que "é difícil dizer com certeza a razão" concreta de um "divórcio" que está a intrigar os cientistas.



Fonte: DN

Etiquetas: , , ,

domingo, 24 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Haiti perdido para o vudu e a superstição

Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



No carro, Ivan, o intérprete, vai aterrorizado. Diz que de lá, para onde vamos, não sairemos vivos. "Ele vai transformar-nos em vacas e depois comer-nos", explica, com gestos enfáticos. E depois relata alguns episódios concretos e objectivos: há dois meses, exactamente à meia-noite, olhou pela janela do seu quarto e viu um cavalo a passar. Viu primeiro a cabeça do animal, e ficou à espera de ver passar o resto do corpo. Como isso não aconteceu, levantou-se de um salto e reparou que o cavalo estava de pé. Pior do que isso: o cavalo, de cavalo só tinha a cabeça. O resto do corpo era humano.


Ivan vai todo o caminho a contar histórias destas, até que chegamos a Léogane. É um bairro algo chique nos arredores de Port au Prince. Mal se sai da cidade, por uma estrada de terra toda esburacada, cheia de pessoas à espera de um eventual autocarro que as leve para o campo, encontra-se o mar. O caminho segue ao longo da costa, junto à água azul-turquesa. É uma espécie de Riviera da capital. Sunny Beach, Bikini Beach, Picnic Beach. Cada uma das estâncias tem um café com esplanada, um hotel, uma praia. Do outro lado da estrada há montanhas, áreas de bananeiras e de cana-de-açúcar.

Léogane é o que as pessoas em Port au Prince chamam uma "zona limpa". É para lá que apetece fugir do inferno da cidade. Mas hoje toda essa mitologia está esquecida. Na últimas duas semanas, Léogane tornou-se famosa por outra razão: é a zona mais próxima do epicentro do terramoto e a que com ele mais sofreu. Calcula-se que, aqui, a taxa de destruição seja de 90 por cento. É difícil encontrar um edifício inteiro.

Há casas luxuosas, na encosta sobre o mar, que sucumbiram como se fossem de areia. Aglomerados urbanos transformados num entulho revolvido e branco. Restaurantes, hotéis, uma universidade, tudo reduzido a estranheza e pó. Pelo estado em ficaram, imagina-se que os edifícios não apenas se desmoronaram, mas foram agitados violentamente, durante horas, já depois de destruídos.

Mas no centro da povoação, junto ao mercado onde as populações desalojadas tentam fazer as trocas que lhe garantam alguns bens essenciais, há um enorme edifício branco que permanece quase intacto. Parece um armazém, ou um silo, mas é a sede da União dos Santos Vudu do Haiti.

No centro do poder

O vudu é a principal religião do país, e Léogane um dos seus principais centros. Ali perto, numa pequena aldeia junto a uma árvore centenária, vive um sacerdote conhecido pelos seus poderes extraordinários.

Segue-se por uma estrada de terra, passa-se a árvore, cujas raízes estão à vista como as rugosidades de um réptil, chega-se à casa do houngan, o sacerdote vudu.

É um pátio, entre barracas e uma construção em adobes de cimento, parcialmente destruída. Há mulheres e crianças deitadas no chão, à sombra de um toldo de palha decorado com papéis coloridos, cães e gatos a comer restos, carne seca a secar num arame, uma rapariga a lavar o cabelo de uma mulher mais velha com uma água de cor vermelha. A um canto, três rapazes tocam tambores, num ritmo repetitivo.

Após uma longa espera, o houngan dá finalmente ordem para que os visitantes entrem.

Chama-se Cloudy (nublado, em inglês), veste uma túnica vermelha e azul e um barrete cheio de brilhantes na cabeça. É um homem de 32 anos, bonito, com ar sereno e solene. "O vudu é uma religião", começa ele por esclarecer. E passa a explicar a função de cada um dos objectos que tem sobre a mesa: a espécie de guizos (ason) com que se chamam os espíritos - os bons e os demónios - formados por um colar de missangas em redor de uma cabaça. O osso, o dinheiro, a garrafa de aguardente. Toda uma parafernália ritualística cuja função é produzir o kanzo, invocando os espíritos, Les Invisibles, ou seja, os Loa, que são as almas dos mortos da família.

Enquanto fala, a terra treme. É uma das duas réplicas do dia, a mais fraca. O houngan nem pestaneja.

Segundo a teologia vudu, os Loa dominam a nossa vida. "Eles, e só eles, podem alterar o nosso destino", diz Cloudy. E o nosso contacto com os Loa é feito através dos sacerdotes, os houngan. Eles chamam os espíritos, trazem-nos à nossa presença, quer seja através da sua mente, quer pela incarnação temporária no corpo de alguém. Além de poderem mudar o destino, os Loa, bem conversados, têm ainda o poder de adivinhar o futuro, transformar, a pedido, os nossos inimigos em zombies, e ressuscitar os mortos. Esta última faculdade exige, porém, algumas condições: que a pessoa tenha morrido há menos de uma hora e que nenhum familiar a tenha chorado.

"Quer que eu chame agora um Loa?", pergunta, solícito, o Hougan. Por que não? Sempre se lhe poderá fazer algumas perguntas.

Cloudy começa a agitar os ason. Bate com o osso em cima da mesa. Deita aguardente no chão (os espíritos gostam de beber álcool, explica). Sopra com toda a força um apito estridente. Espera. Nada. Recomeça: ason, osso, aguardente, apito. Silêncio.

Ouve-se então um ruído, vindo de um buraco no chão, num dos cantos da sala. É um homem a gemer, a fazer ruídos esquisitos. Um homem mais velho, de túnica de seda vermelha e óculos escuros, uma faca numa mão e um osso na outra, sobe até à superfície, a guinchar e a estrebuchar.

A primeira coisa que diz é, em tom de ameaça: "Não vejo dinheiro nenhum! Onde está o vosso dinheiro?"

Como, contra a expectativa da cúpida assombração, ninguém se chegasse à frente com dólares, Cloudy dá explicações: trata-se do corpo do seu pai, possuído embora por um espírito. Um Loa, disponível para entrevistas.

Mas a verdade é que o Espírito se mostra bastante incompetente, e claramente ultrapassado pelos acontecimentos. Estrebucha, grita e anda de um lado para o outro, furioso. Exprime algumas considerações abstractas sobre o quente e o frio e a necessidade de os mortos passarem pelo fogo.

A seguir enfia-se de novo no buraco, para minutos depois dar lugar ao pai de Cloudy, Pierre Sinvillus, 64 anos, sorridente e sem óculos de sol, o que quer dizer que já não está possuído.

Contentes com a libertação de Pierre, pai e filho fazem uma dança. Rodopiam, saltitam, abraçam-se, encostam as nucas e, sem as desunir, dão aos corpos uma volta completa, sempre cantando e agitando os guizos. É um kanzo acrobático para pares que vai trazer aos dois houngan, nos minutos seguintes, a sabedoria dos espíritos. Aí, estarão preparados para responder às perguntas mais difíceis.

É possível melhorar a situação das pessoas no amor e nos negócios, explicam. Curar doenças, prever o futuro e afastar do caminho os inimigos. Quem ousar interferir com os desígnios dos Loa pode, num instante, ser transformado pelo houngan num morto-vivo. Aliás, isto é o mais fácil de fazer. A pessoa fica num estado vegetativo para o resto da vida. Um zombie. "Quer uma demonstração?" (Não a faz porque era preciso pagar adiantado).

"Pague-me já os dólares, e eu faço vir um Espírito que me vai cortar o pénis, e a seguir colá-lo de novo, como se nada tivesse acontecido", continua Sinvillus, entusiasmado e aterrorizando os haitianos presentes. "Estas duas garrafas vão voar e cortar-lhe as pernas..."

Mas o terramoto. Porque aconteceu? Os houngan não sabem. "O terramoto veio de um lugar muito para lá dos espíritos", acaba Cloudy por dizer.

Nas últimas semanas, as pessoas têm procurado os sacerdotes vudu, em busca de explicações, de um sentido para o que aconteceu. "Nós explicamos como se devem sepultar os mortos. Porque os espíritos, uma vez reclamados pela família, com as devidas cerimónias, voltam para os lugares onde viveram. Se foram vítimas de maldade, os espíritos não ficam. Vão para o mar."

Com as suas túnicas de seda e ossos nas mãos, os houngan não são capazes de explicar para onde vão os espíritos das vítimas do terramoto. Recomendam às famílias que visitem quanto antes o seu sacerdote, para que os mortos sejam devidamente reclamados. Para pai e filho, é uma oportunidade de negócio. Para a famílias, a obrigação de evitarem a deambulação de milhares de espíritos zangados.

"Não tivémos tempo de ressuscitar as pessoas", justifica-se Cloudy. "Só tínhamos uma hora".


Fonte: Público

Etiquetas: , , , ,

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Papa quer Evangelho na Internet

Papa quer Evangelho na Internet
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



O Papa pediu aos sacerdotes, este sábado, que anunciem o Evangelho não só a partir dos meios tradicionais, mas também através das novas tecnologias, como fotografias, vídeos, animações, blogues e sites, diz a EFE.


Bento XVI falava durante o discurso «O sacerdote a pastoral no mundo digital: os novos meios ao serviço da palavra», por ocasião da próxima Jornada Mundial das Comunicações Sociais.


Para o Papa, a difusão as novas tecnologias e a sua influência «tornam cada vez mais importante e útil o seu uso no ministério sacerdotal», principalmente para chegar também aos não crentes.


Fonte: IOL

Etiquetas: , , ,

sábado, 23 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


O futuro que tinha-mos imaginado para 2010

The future we had imagined for 2010
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.




Parece um mau filme de ficção científica. O ano que prometia tanto só desilude. Onde estão os robots babysitters, os carros flutuantes, os hotéis em Marte? O futuro chegou e não é nada do que estávamos à espera.


O futuro é como o amor à primeira vista: raramente corresponde às expectativas. Depositam-se grandes esperanças nele, investe-se couro e cabelo, mas há quase sempre alguma coisa que falha. E como num namoro que se precipitou, chega o momento em que o futuro se vira para o presente e diz: "Temos de falar. O problema não és tu, sou eu. Preciso de estar sozinho para decidir o que quero da minha vida." Só que o presente não vive sem o futuro - o cinema que o diga. E é por isso que para 2010 se projectou muito. E muito foi demais.


Primeira grande desilusão: "Há uns anos tinha-se uma grande expectativa em relação à inteligência artificial e de como ela permitiria desenvolver produtos que tomassem decisões simples e executassem tarefas elementares como um humano." Na realidade, a inteligência artificial é hoje usada em muitas situações, "mas não chega à idealização preconizada. Veja-se a diferença entre os computadores actuais e o famoso Hal 9000 do filme "2001 Odisseia no Espaço", baseado na obra de Artur C. Clark", diz José Fonseca, investigador e detentor do William Carter Award, uma espécie de Nobel da Fiabilidade Económica, que, como a maioria dos leitores, viu muitos filmes, leu muitos livros, teve muitas esperanças.


Esta "inteligência artificial aparece em obras como as do Izaac Asimov (por exemplo "I robot", publicado na década de 50), onde os robots têm cérebros positrónicos com um funcionamento semelhante ao nosso. Só que embora já haja robots que executam algumas tarefas com relativa autonomia, estas são muito elementares." A verdade, diz, é que "os existentes executam repetidamente e com exactidão as tarefas que são previamente programadas, mas não é possível terem uma opinião". A acreditar no "I robot" de Asimov, "em 1998 já haveria robots humanóides babysitter em casa das pessoas, em 2002 os robots já falariam e em 2015 já seriam tão evoluídos que iriam em expedições espaciais com humanos ao planeta Mercúrio para escavações de minério e tinham a capacidade de raciocínio".


Segunda desilusão: o único teletransporte que conhecemos é o que fazemos quando andamos de telemóvel no bolso. "As máquinas de teletransporte parecem efectivamente difíceis de materializar no nosso mundo, além de aparecerem nas séries e filmes Star Trek", diz José Fonseca. Não há duas sem três? Terceira desilusão: "Associada à medicina, a inteligência artificial e a robótica permitiriam a substituição de membros do nosso corpo por partes cibernéticas que funcionariam perfeitamente, tal como os originais. Como sabemos e, embora já se possam colocar certas próteses em órgãos tão vitais como o coração, também ainda estamos longe de onde a ficção científica nos colocaria nesta década."


Nem um homem em marte


É a quarta desilusão: já mandámos sondas para Marte, mas não homens (ou mulheres). "A conquista do espaço sofreu uma forte desaceleração desde a guerra fria e as viagens espaciais são só para uma elite muito restrita. Quem na década de 70 não imaginaria que já poderíamos estar muito mais avançados em termos espaciais em 2000 ou 2010?", pergunta o especialista. E dá a resposta: pode ser uma questão de dinheiro. E pode ser que "o investimento privado seja a chave para esta questão", com o turismo espacial a crescer nesta década, com novos investimentos, como a Virgin Galactic, de Richard Branson.


A quinta desilusão chega por email: "O interface entre o homem e o computador também tem evoluído pouco. Desde a década de 80, em que foi introduzido o rato, que ainda usamos o computador da mesma forma: com teclado e rato. Na década que passou houve avanços nesta área, com o aparecimento do iPhone da Apple e da consola WII da Nintendo, mas ainda não chegámos ao nível do filme "Minority Report." Em sexto lugar nesta lista de desalentos surge a massificação de carros 100% eléctricos ou movidos a outros combustíveis. "Eles já existem, mas não em grande escala. E também ainda não temos os carros flutuantes, tão comuns em filmes de acção científica." E é isto: 2010 parece um mau filme de ficção científica.


Mas tudo isto se explica. Segundo Sandro Mendonça, do departamento de Economia do ISCTE e membro da direcção da Rede Europeia da Economia da Comunicação, no início da década a Europa tinha como grande objectivo para 2010 aumentar o investimento na investigação e no desenvolvimento. "Japão e Estados Unidos eram os seus grandes rivais, com investimentos mais altos. A Europa falhou, o Japão apresentou grande volatilidade no investimento e os Estados Unidos desapostaram na criação de conhecimento novo." No que é que isto resulta? "Na área da biotecnologia, por exemplo, todo o conhecimento que obtivemos em relação ao genoma humano não teve efeitos. As farmacêuticas continuam no mesmo lugar, não se criaram vacinas com um target mais definido, mais afinado ao perfil de cada pessoa. Dez anos depois de o genoma ter sido descodificado, não se avançou." Ou seja, apesar de algumas descobertas, "houve pouco retorno ao nível de novos produtos socialmente úteis".


Mas nem tudo são más notícias, claro. "Na área da exploração espacial, há anos que se percebeu que os sonhos das décadas de 50 e 60, sobre hotéis em órbita, bases na Lua, viagens a Marte e exploração mineira algures no espaço não iam acontecer tão cedo. O que não quer dizer que não tenham ocorrido algumas surpresas de certa forma inesperadas", diz José Saraiva,investigador no CERENA (Centro de Recursos Naturais e Ambiente) do Instituto Superior Técnico. "É verdade que não há uma base lunar permanentemente habitada. Não sabemos quando haverá, se haverá. Temos uma melhor ideia de onde poderá vir a situar-se (nas regiões polares), se algum dia existir, mas até isso demonstra que ainda temos muito que saber sobre a Lua. Ou seja, a exploração lunar está atrasada e muito longe dos sonhos."


E Marte? "Aqui há boas e más notícias. Em 1996 foram apresentadas ao mundo imagens do famoso meteorito ALH84001, e sugerido que poderia conter microfósseis marcianos. Daí para cá a exploração marciana acelerou, mas sem humanos, claro. Não encontrámos ainda vida (ou restos dela) em Marte. Houve missões, conhecemos as paisagens avermelhadas do planeta, vimos o pôr-do-Sol pelos olhos dos rovers, sabemos que há água e que ela em tempos correu pela superfície, que houve mares e lagos e rios em Marte... Talvez daqui a umas décadas lá ponhamos o pé, mas também não está para breve."


É que aqui na terra, como no céu, ainda muita coisa por explicar. "Não há controlo do tempo meteorológico nem há previsão de sismos." Nas nossas casas, não há mordomos virtuais, "tratando da gestão doméstica, desde a limpeza da casa até a identificação das necessidades logísticas (conteúdo do frigorífico e da despensa) e fazendo automaticamente a encomenda dos produtos em falta", como seria expectável, diz Rui Rocha Mendes, da Impresa.DGSM - Desenvolvimento e Gestão de Soluções Multimédia. Resta-nos um consolo: é que sempre que se tentou adivinhar o futuro, adivinhou-se o fim do mundo. E agora, chegados a 2010, o fim do mundo já não nos parece tanto um filme de final feliz.



Fonte: Económico Sapo

Etiquetas: , , ,

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Venezuela acusa os EUA pelo sismo no Haiti

Hugo Chavez has accused the United States of causing the earthquake in Haiti
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



A Venezuela acusou os EUA de provocarem o sismo que atingiu o Haiti na semana passada. De acordo com uma nota publicada no site da estação televisiva estatal venezuelana Vive, o abalo ter-se-á tratado de um «terramoto experimental», detectado pela Frota do Norte da Rússia. Um porta-voz desta força já negou estas informações, classificando-as como «ficção científica».

Depois de o presidente Hugo Chávez ter apontado o dedo aos EUA, dizendo que a sua operação de ajuda humanitária ao país das Caraíbas se trata de uma invasão militar, da Venezuela partem agora novas acusações.

«A Frota do Norte esteve a monitorizar os movimentos e as actividades navais norte-americanas nas Caraíbas deste 2008, quando os norte-americanos anunciaram a sua intenção de restabelecer a Quarta Frota, que havia sido dissolvida em 1950», lê-se na
página do canal Vive, tutelado pelo Ministério do Poder Popular para a Comunicação e a Informação. O mesmo texto publicado no órgão venezuelano aponta depois que, segundo os relatórios russos, emitidos pela Frota do Norte, «desde finais da década de 1970, os Estados Unidos "avançaram enormemente" o estado das suas armas de terramotos». «Segundo estes relatórios, agora empregam dispositivos que usam tecnologia de Pulso, Plasma e Sónico Electromagnético Tesla, conjuntamente como "bombas de ondas de choque"», é acrescentado.

Segundo este texto, que cita sempre relatórios da marinha russa, o projecto norte-americano em causa, a que chama HAARP, permitirá também «criar anomalias climatológicas para provocar inundações, secas e furacões». Até o destruidor sismo de 12 de Maio de 2008, em Sichuan, na China, que teve uma magnitude de 7.8, é apontado como uma consequência deste sistema.

«Destruição do Irão»

Mas o plano terá um objectivo, segundo aponta o site do canal televisivo: «O resultado final dos testes destas armas por parte dos Estados Unidos, adverte o relatório, é o plano dos Estados Unidos da destruição do Irão através de uma série de terramotos desenhados para derrubar o actual regime islâmico».

Estas acusações não são, contudo, corroboradas pela marinha russa, que nega a veracidade dos alegados relatórios da Frota do Norte. Segundo noticiam os jornais russos «Komsomolskaya Pravda» e «Sevodnya», um porta-voz desta força disse que tudo não passa de «ficção científica».

«Os navios da Frota do Norte no Atlântico norte desempenham vários tipos de tarefas e certamente não investigam desastres naturais em conjugação com os testes de armas por parte de qualquer país», disse esse responsável.



Fonte: IOL

Etiquetas: , , , , ,

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


História do Mundo através dos objectos

History of The World' told through objects
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



A rádio BBC começou ontem uma iniciativa extraordinária, que mexeu muito comigo, obcecado que sou por esse assunto: é uma série chamada A History of the World, com programas de 15 minutos cada, feita a partir de cem objetos do acervo do British Musem, narrada pelo curador Neil MacGregor. A ideia é mostrar como a história não escrita pode ser também reveladora sobre as civilizações. O design e o contexto de cada artefato são explicados e, como se originam dos mais diversos cantos do globo, servem para ilustrar temas universais, como na comparação entre peças de culturas simultâneas como a Atenas de Péricles, a China de Confúcio e a Pérsia de Aquemênida. E servem também para mostrar, como diz Macgregor, que nesses objetos há mais que a intenção utilitária; que há a expressão de um prazer pessoal, o qual é a mais direta e duradoura expressão de humanidade.


Eis aqui a lista dos 99 objetos selecionados. O centésimo será uma escolha de ouvintes e internautas, para encarnar o espírito atual.

E aqui você pode escutar e também ver os vídeos (cerca de dois minutos cada) dos programas, dos quais os dois primeiros estão disponíveis.

Recentemente Richard Sennett escreveu sobre isso em O Artífice, mostrando o papel do trabalho manual apurado na história do humanismo, mas pecou ao centrar foco na questão ideológica (os erros do capitalismo, etc e tal). Sempre que vou a museus (como o Britânico, o Louvre, o Metropolitan e tantos mais) me encanto com as alas de "artes decorativas"; e nunca me esqueço do frisson de visitar o Cluny (Paris) pela primeira vez, com seus trabalhos em marfim e esmalte, e os museus japoneses e chineses, com suas porcelanas e espadas. O que me importa é a engenhosidade humana traduzida nesses objetos, a maneira como a solução de desafios técnicos expõe nossa humanidade comum, emanando ao mesmo tempo a visão de mundo de um tempo e lugar específicos. Os teóricos do modernismo arquitetônico erraram feio ao menosprezar os ornamentos em geral como inutilidades "burguesas" ou "alienantes", adendos dispensáveis a um discurso de ostentação ou ilusão.

Na Pousada da Marquesa, em Paraty, há algumas semanas, me deliciando com a variedade de móveis e peças coloniais (peanhas de madeira, luminárias de porcelana, pias de azulejo, cadeiras de vime, tachos de cobre), pensei nessa injustiça bauhausiana quando reparei num relevo de madeira ao lado do piano, um arabesco posto ali apenas para embelezar mais um pouco. Primeiro, qual o problema? Cercar-se de coisas bonitas faz bem ao ânimo e combate o estresse, como se diria hoje. Segundo, quem disse que é um mero detalhe decorativo? Muitas vezes é nesses detalhes que vemos a tradução de uma época, o apreço a um valor importante para quem os criou ou observou. Sim, as coisas falam.


artigo por: Daniel Piza

Fonte: Estadao.com.br

Etiquetas: , , ,

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Tigre é o animal mais ameaçado do mundo

The tiger is one of the most threatened in the animal kingdom
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



O tigre é o animal mais ameaçado do mundo, devido à perda dos seus habitats naturais e à ameaça de caçadores furtivos, alertou o World Wild Fund (WWF).

Este ano, os chineses celebram a entrada no Ano do Tigre, mas este animal está em rápida via de extinção, sendo o mais ameaçado. De acordo com o gabinete chinês do WWF, uma sub-espécie desta família de animais, os Tigres do Sul da China, já terá mesmo desaparecido.

A contribuir para esta rápida extinção está a perda dos habitats dos tigres e a acção dos caçadores furtivos, revela o China Daily.

De acordo com o jornal, actualmente, existem apenas 50 tigres em toda a China, metade dos quais são tigres siberianos que vivem no Norte do país. Há meio século o número ultrapassava os 4 200 tigres.


Fonte: Fábrica de Conteúdos

Etiquetas: , , , ,

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Armas de Deus

God's Artillery
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



Segundo uma investigação da ABC News, existem referências em código ao Novo Testamento e passagens acerca de Jesus Cristo inscritas no armamento pesado norte-americano, encomendado pelo Estado a uma empresa sedeada no Michigan.

As armas são utilizadas no Iraque e no Afeganistão, quer por soldados dos EUA, quer por soldados dos exércitos locais. A Trijicon, empresa de armamento em causa, tem um contrato no valor de 660 milhões de dólares (462 milhões de euros), por vários anos, segundo o qual deverá fornecer 800 mil armas à marinha e contratos adicionais para fornecer armas ao exército.

Segundo as regras do exército norte-americano para o Iraque e Afeganistão, é proibida qualquer manifestação religiosa. A medida visa prevenir acusações que argumentem que os EUA entraram numa cruzada religiosa no “Médio Oriente”.

“Aquele que me seguir nunca entrará nas trevas, mas terá sempre a luz da vida” – Livro do Apocalipse (João 8:12), quando Mateus e João falam de Jesus como "a luz do mundo". Esta é uma das citações usadas, sob o código JN8:12. Segundo declarações do director de vendas e marketing da Trijicon, Tom Munson, à ABC News “as frases estiveram lá sempre”. “A prática da empresa começou com o fundador Glyn Bindon, um cristão devoto da África do Sul, que morreu em 2003 num desastre de avião”, explicou.

Já os porta-vozes da marinha e do exército norte-americanos argumentam que desconheciam as marcas bíblicas nas armas e que estão a estudar as medidas a tomar. No entanto, existem fotos no site do Departamento de Defesa que mostram soldados iraquianos a serem treinados pelo exército norte-americano com armas da Trijicon.

Segundo Weinstein, advogado e antigo membro da força aérea, já vários membros do seu grupo tinham reclamado contra as frases nas armas. “Permite aos insurgentes, talibã e membros da al-Qaeda argumentarem que foram mortos por armas de Jesus”, explicou. “Este é provavelmente o melhor exemplo da violação da separação entre a igreja e o Estado neste país”, acrescentou ainda.


Fonte: I

Etiquetas: , , , ,

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Navio Sagres vai dar a volta ao mundo

Portuguese Naval Academy Ship started a journey today around the world
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



O Navio Escola Sagres parte esta terça-feira para a sua terceira viagem de circum-navegação, que deve durar cerca de onze meses e passar por países como o Brasil e Timor-Leste, escreve a Lusa.

O navio vai largar de Lisboa com uma guarnição de 203 elementos, dos quais 63 são cadetes da Escola Naval que têm nesta viagem a sua formação em navegação, e é comandada pelo capitão-de-fragata Luís Pedro Pinto Proença Mendes.

Os objectivos da viagem são a formação dos alunos da Escola Naval e a promoção da imagem de Portugal no mundo.

Nesta viagem à volta do Mundo, a primeira em 26 anos, a Sagres vai passar por países como o Brasil, Uruguai, Argentina, Chile, Peru, Equador, México, Estados Unidos da América, Japão, China (incluindo Macau), Indonésia, Timor-Leste, Singapura, Tailândia, Malásia, União Indiana, Egipto e Argélia.

Ao longo do percurso, a Sagres participa em vários eventos, como o Encontro e Regata Internacional de Grandes Veleiros - Velas Sudamérica 2010, as Comemorações do Dia de Portugal em S. Diego, as Cerimónias Comemorativas do Tratado de Paz, Amizade e Comércio entre Portugal e o Japão e a EXPO Xangai 2010.

Esta é a terceira vez que a Sagres realiza uma viagem de circum-navegação, tendo as últimas viagens ocorrido em 1978/79 e em 1983/84.



Fonte: IOL

Etiquetas: , ,

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Ali Agca avisa que "fim do mundo" está próximo

Ali Agca says the end of the world is near
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.




O turco que em 1981 disparou contra o Papa João Paulo II, Mehmet Ali Agca, foi hoje libertado de uma prisão do seu país e proclamou "o fim do mundo", dizendo que "todo o ser humano morrerá neste século...".


Depois de mais de 29 anos passados nas cadeias, primeiro na Itália e depois na Turquia, Ali Agca acenou para os jornalistas que o aguardavam à saída da cadeia de Sincan, nos arredores de Ancara, e seguiu para um hospital militar. Vai agora sujeitar-se a uma inspecção médica, com vista ao eventual cumprimento do serviço militar, apesar de já estar com 52 anos."Eu sou o Cristo eterno", disse o ex-prisioneiro, num comunicado distribuído pelo advogado daquele que já anteriormente se proclamara "o novo Messias".

Ali Agca, nascido a 9 de Janeiro de 1958 numa família pobre da Turquia, disparou a 13 de Maio de 1981 contra o Papa polaco, quando este circulava em carro aberto pela Praça de São Pedro, no Estado do Vaticano, que ocupa uma parte da cidade de Roma.

O soberano pontífice foi atingido nmo abdómen, na mão esquerda e no braço direito, mas as balas não chegaram a atingir órgãos vitais, tendo depois João Paulo II ido em 1983 à prisão de Rebibbia, para visitar o atacante e lhe perdoar o acto.

motivo do ataque continua até hoje a ser uma incógnita, se bem que a dada altura o detido tenha sugerido que a Bulgária e a KGB, a polícia secreta da União Soviética, tinham sido os mandatários da sua acção.

, retractou-se de semelhantes afirmações, numa série de declarações contraditórias que sempre foram baralhando a justiça, ao longo das décadas em que esteve preso.

O seu advogado, Gokay Gultekin, disse que ele vai hoje descansar na capital, enquanto a estação particular de televisão NTV afirmou que ele seguiria mais tarde para Istambul. Tudo isto se acaso o Exército não o mandar comparecer de imediato em nenhum quartel, para iniciar uma recruta fora de tempo.

Ele estava agora na prisão de Sincan a cumprir o resto da pena pelo assassínio do jornalista Abdi Ipecki, em 1979. Recebera uma pena de prisão perpétua, o que segundo a lei turca poderá traduzir-se na prática em 36 anos, mas fugiu da cadeia menos de seis meses depois de lá ter entrado, havendo aparecido dois anos depois na Praça de São Pedro a disparar contra o Papa.

Tanto quanto se tem noticiado, era um simpatizante da organização de extrema-direita Lobos Cinzentos, que na década de 1970 andava nas ruas a combater toda a gente que fosse considerada de esquerda, como era o caso do jornalista Ipecki.

de extraditado da Itália para a Turquia, em 14 de Junho de 2000, Ali Agca foi de igual modo condenado a sete anos e quatro meses de cadeia por dois assaltos que cometera em 1979. Mas as autoridades descontaram-lhe o tempo passado em celas italianos, pelo ataque a João Paulo II, e beneficiou ainda de algumas amnistias, pelo que chegou a ser libertado efemeramente em 2006 e reincarcerado oito dias depois, quando os juizes concluíram que se tinham enganado nas contas.

Agora, é o Exército que não o quer deixar em paz, se bem que nos últimos anos ele tenha consecutivamente manifestado interesse em trocar a Turquia pela Itália, a Polónia ou até mesmo Portugal.

Além de tudo o mais, o turco afirma que está a pensar nas propostas que lhe têm sido feitas para escrever um livro, bem como ser protagonista de um filme e de documentários para televisão.



Fonte: Público

Etiquetas: , , , ,

domingo, 17 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Casal turco casado há 90 anos!

A couple from Turkey has been married for 90 years
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



Eles têm 112 e 110 anos de idade, estão casados há 90, viram juntos a queda do Império Otomano, acompanharam o surgimento de novos países e sonham em continuar unidos até que a morte os separe.


A história do casal centenário formado por Abdullah e Elif virou símbolo de amor eterno na Turquia.


Abdullah Adiguzel, nascido em 1898, e sua mulher, Elif, nascida em 1900, se apaixonaram quando jovens e asseguram que nunca tiveram problemas no casamento em todo este tempo de convivência.


"Nos queremos muito. Nunca tivemos problemas em 90 anos. Só temos um último desejo: morrermos juntos. Porque se um de nós morrer, o outro sentirá que perdeu sua outra metade", explicou Elif à agência turca "Anadolu".


O filho mais jovem do casal, Ismail, de 60 anos e que ainda mora com eles, afirma que os pais são um "exemplo de amor" e de "casamento perfeito", não só para a família mas para todos que os conhecem.


"Sempre foram fiéis. Nunca vi fazerem mal um ao outro. Frequentemente dizem que, se um deles morre, o outro lhe seguirá" explica o filho.


Elif, muito mais faladora do que seu marido, afirma que se "casaram por amor".


Um amor que tem reflexos de continuar por muito tempo ainda. "Meu marido não ouve bem já faz alguns anos, mas este é o único problema de saúde que tem. Em meus 110 anos de vida, a única cirurgia que fiz foi de cataratas", explicou Elif.


A mulher deu à luz dez filhos, dos que sete ainda estão vivos. A família continua aumentando e soma 113 membros entre netos e bisnetos e, cada ano, em algumas ocasiões especiais e durante as festas religiosas, todos se juntam no pequeno povoado de Yazibasi, na província oriental de Malatya, onde vivem Elif e Abdullah.


O homem completará 113 anos no mês que vem e conserva vivas lembranças de tempos muito antigos. Tanto ele como sua mulher nasceram quando seu país era ainda Império Otomano e juntos viveram a queda dos sultões, a fundação da moderna República da Turquia e várias guerras.


Por exemplo, Abdullah se recorda perfeitamente da Primeira Guerra Mundial e de como, anos depois, em 1920, fez o serviço militar em Dardanelos, e teve de cavar novas trincheiras onde ainda permanecia viva a destruição de uma das batalhas mais sangrentas da Primeira Guerra Mundial.


"Estou muito feliz com minha mulher. Ambos nos apoiamos em tudo ao longo de nossas vidas", conta.


O simpático casal acha que o segredo de sua longa vida está na alimentação natural e saudável que sempre tiveram.


"Comemos coisas do povo. Antes, tudo tinha seu próprio sabor. Mas nos últimos anos já não encontro esses velhos sabores. Deixei de comer verduras porque cheiram a remédios. Acho até que o pão que fazemos em casa não é igual ao de antes", explica Elif.


Provavelmente há um grande amor no casal de Yazibasi, mas também é certo que, nos povos da Anatólia rural, os casamentos duram até a morte de um, como demonstra um dos refrães dessa geografia: "Entrarás à casa de teu marido com um vestido branco de noiva, mas só sairás envolvida em uma branca mortalha".


No entanto, a história de Elif e Abdullah, talvez lhe cole mais o desejo que se formula aos casais nas bodas tradicionais da Anatólia: "Bir yastikta kocayin", o que significa: "Envelhecei com vossas cabeças sobre um só travesseiro".

Fonte: EPA-European Pressphoto Agency

Etiquetas: , , ,

sábado, 16 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Português é campeão mundial a enviar SMS

Portuguese man set the world record for speed texting
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



O português Pedro Matias estabeleceu um novo recorde do Guiness World Records ao enviar um SMS de 264 caracteres em apenas um minuto e 59 segundos.

A vitória aconteceu numa prova paralela à competição principal da LG Mobile World Cup, que decorreu em Nova Iorque.

O jovem de 27 anos estabeleceu um novo recorde do mundo, retirando 23 segundos ao antigo vencedor, detido por um finlandês há quatro anos, usando um telemóvel LG GW520.

No dia 14 de Janeiro, data da final do campeonato, foram anunciados os «dedos mais rápidos do mundo» no Gotham Hall, em Nova Iorque. O primeiro lugar foi para a dupla Coreana, tendo a equipa americana ficado em segundo e a Argentina em terceiro.

Foram 13 as equipas de diferentes nacionalidades que viajaram até Nova Iorque, para uma competição de cinco rondas que incluíam provas de equipa e individuais. Todos os participantes digitaram mensagens na sua língua materna, utilizando um telemóvel LG BL20, com teclado numerico, e o LG GW520, com teclado QWERTY.

O LG Mobile World Cup teve, este ano, a sua 4.ª edição. Em 2006 e 2007, o campeonato realizou-se nos Estados Unidos e Canadá e denominava-se National Texting Championships.

Nas edições de 2008, a LG expandiu o campeonato para a Coreia e o Brasil e actualmente conta com a presença de 13 países, entre os quais Indonésia, Portugal, Brasil, Russia, África do Sul, México, Argentina, Espanha, Austrália e Nova Zelândia.

Em 2010, a LG planeia alargar este campeonato a mais 3 países.

Esta competição anual permite, a participantes de todo o mundo competirem entre si para determinar o mais rápido a digitar mensagens escritas e sem erros, uma vez que estes são avaliados pela velocidade e precisão.



Fonte: IOL

Etiquetas: , , , ,

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Eclipse solar em África

Solar eclipse in Africa
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.


Um eclipse anular do Sol, o mais longo do terceiro milénio, lançou esta sexta-feira o centro e o leste de África na obscuridade e frio, antes de seguir para o Oceano Índico, em direcção à Índia e à China, escreve a Lusa.


O eclipse começou às 05:14 tmg (mesma hora em Lisboa) a ocidente da República Centro-Africana e no sudoeste do Chade. A sombra da Lua atravessou de seguida a República Democrática do Congo, Uganda, Quénia e o extremo sul da Somália.


No Quénia, o céu limpo permitiu aos nómadas massai de Olte Tefi, a 50 quilómetros a sul de Nairobi, aproveitar em pleno o espectáculo da Lua a tapar o Sol.


Fonte: IOL

Etiquetas: , ,

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Fazer dinheiro, trabalhar em casa, ganhar muito dinheiro, emprego, ser rico, criar empresa, fazer dinheiro, computador


Dr. Pat Robertson culpa "pacto com o Diabo" pelo terramoto do Haiti

Dr. Pat Robertson says "pact with the devil" is the cause for the earthquake in Haiti
Para ver a animação clique neste cartoon gif e aguarde uns segundos.
To view the animation click on this cartoon gif and wait a few seconds.



Pat Roberton é conhecido pelas suas visões polémicas. Televangelista cristão, um dos mais mediáticos nos Estados Unidos, teve mais uma tirada infeliz que suplantou as expectativas dos mais pessimistas.

No programa «700 Club», do canal Christian Broadcasting Network (CBN), Robertson comentou a tragédia no Haiti de forma algo peculiar.

«Algo aconteceu há muito tempo no Haiti e as pessoas talvez não queriam falar sobre isso. Estavam sob domínio francês, na altura de Napoleão III, juntaram-se fizeram um pacto com o diabo. Disseram: «Vamos servi-lo se nos libertar do Príncipe». É uma história verdadeira. E o diabo disse: «Ok, está combinado». E os franceses foram expulsos. Os haitianos revoltaram-se e conseguiram libertar-se. Mas, desde então, foram amaldiçoados com coisas atrás de coisas».

Um
porta-voz da CBN, Chris Roslan, emitiu, entretanto, um esclarecimento sobre estas declarações. «Os seus comentários foram baseados numa ampla discussão sobre a rebelião de escravos de 1791, liderada por Boukman Dutty, em que os escravos alegadamente teriam feito um pacto com o diabo para se livrarem dos franceses», frisou, considerando que se trata de um assunto que tem gerado grandes discussões entre especialistas «ao longo dos séculos». «O Dr. Robertson nunca disse que o sismo era resultado da raiva de Deus», vincou, acrescentando que na totalidade do vídeo, o televangelista chega a pedir para se rezar pelos haitianos. Num texto publicado no «The Huffington Post», o jornalista Michael Rowe não esconde a sua incredulidade. «Haiti foi o local da única revolução escrava de sucesso na história da humanidade», recorda, apontando o dedo a Pat Robertson: «Enquanto mulheres gritam perante as crianças mortas, Pat Robertson preocupava-se em contar uma história sobre o facto dos haitianos estarem a sofrer uma dor inimaginável e desespero porque «fizeram um pacto com o Diabo» quando queria ser libertados por «vocês sabe, Napoleão III ou qualquer coisa assim».

Rowe considera que deve haver um diálogo nos Estados Unidos sobre o lado «cáustico» da religião, que se torna fanática. «É altura de a América fazer um grande reflexão sobre a indústria multi-milionária da religião (que é normalmente isenta de impostos) e perguntar se ainda quer investir em pessoas como Pat Robertson e a sua corporação evangélica», frisou, dizendo não acreditar que os milhões de seguidores do televangelista deixem de ajudar o Haiti por causa deste tipo de comentários.



Fonte: IOL

Etiquetas: , , ,


Jorge Goncalves

web site hit counter

Add to Technorati Favorites
Estou no Blog.com.pt

Galeriacores / Home I ForumsIGrupo/Groups I Cartoons I Publicações I Culinária/Recipes

Altar virtual /Chapel I Notícias dos Açores I Notícias da Graciosa I Links I Fotos-Photos


Pesquisa personalizada

Outros blogs de interesse:

Notícias da Ilha Graciosa
Notícias dos Açores
Curiosidades
TV grátis via Satélite
Satellite free TV
Desgarradas pela Internet
O mundo da música grátis
Plantas Milagrosas
Saúde e dietas
Galeriacores cartoon humor


Photography Newsfeed:




Galeriacores © Some rights reserved

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Contacte o dono deste blog:

Galeriacores@gmail.com




Melhor visualização com a Internet Explorer / Best viewd with the Internet Explorer